Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 17 de junho de 2012

Pétalas de sonhos


Sopro as pétalas dos sonhos
Nasce um rasto de cor purpura

Longe está o futuro que anseio

Da voz que se ergue ao vento
Escorrem pensamentos já maduros
Cujo sumo
Bebo na passagem do tempo

Ampla é a paisagem que me rodeia

Mostro as mãos ao mundo
Trazendo à luz as palavras mortas
Que tanto esperaram…
Pelo rasto de cor purpura
Transformando-se em cinzas

Crescem agora sorrisos sérios
Que entram na noite de mão dada

Sopro as pétalas dos sonhos
Que te beijam os lábios de madrugada.

Vanda Paz

Minha querida
Deslumbras sempre que apareces!
Tenho razão:
Sopro as pétalas dos sonhos
Que te beijam os lábios de madrugada.

Um encanto!
Beijo grande
do ZÉ

Sem comentários: