Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 19 de junho de 2012

Pirilampos


Na madrugada quente do campo,
Pirilampos voavam acima das copas das árvores
Com suas luzes florescentes a piscar.
Um chamado à fêmea para acasalar.

Ela, exigente, observava.
Qual deles mais vai lhe interessar?
Respondeu com uma piscada,
Lá da grama onde estava,
Para o macho lhe encontrar.

Eu, sentada na varanda olhando o céu,
Nada percebi.
Para mim eram apenas vaga-lumes coloridos
Piscando na escuridão,
Dançando no ar,
No silêncio da noite.

Vieram me fazer companhia...

Fiquei assim, por um bom tempo
Envolvida por aquele espetáculo de luz e cor.

Mas ali, bem pertinho de mim, na grama,
Dois pirilampos namoravam
E o ciclo recomeçava
E eu, sem saber de nada...

regina ragazzi

Sem comentários: