Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Ainda outono...

Há uma ternura nesse olhar que pousa na noite
E uma palavra não dita descansando no canto da boca
Junto dela um sorriso sincero, talvez meio triste
Quem sabe seja o outono ainda não findo...

Essa estação de cores vibrantes, propícia a grandes paixões
Também tem um quê de nostalgia, de saudade e de solidão
Um ar melancólico paira por todos os cantos
Se  espalha pelos campos floridos
Se mistura ao perfume das flores, à chuva, ao canto dos pássaros
E invade a madrugada deixando seu rastro

Há no outono uma poesia que nunca se esgota
Um poema que  não se precisa escrever
É tudo pura sensibilidade, é TODO sentido
Basta TER OLHOS para VER
E estar aberto às emoções...


regina ragazzi

Sem comentários: