Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 14 de junho de 2012

As nuvens choram



Desta vez senti ternura e emoção, quando acabei de ler!
Não sei explicar o porquê! Um poema muito sublime!
Beijo com muito carinho
José Manuel Brazão



As nuvens choram


Perguntei ao céu
porque choram as nuvens...
Ausências da primavera
no verão que se despediu,
tecem madrigais impossíveis
imagens fáceis e ingénuas
no olhar de uma criança.


Atravessam o céu efémero
em visões da lua
no fulgurar das estrelas.


Visão poética...talvez


Ao ler esses desenhos agora
sentimo-nos adultos sem sonhos
na utopia de ver o branco do céu
sem lágrimas
que teimam escorrer na seiva da terra.


As nuvens choram
derramam emoções em libertação
a ver crescer as estações.


Devagar
se vão embora encostadas ao vento
...até que de novo o sol resplandeça
na aurora amanhecida.


Ana Coelho

3 comentários:

Ana Bailune disse...

As nuvens choram para fertilizar as emoções...

may lu disse...

"Ausências da primavera
no verão que se despediu,"
Mas a cada minuto é uma nuvem a passar. E com certeza outras primaveras hão de desenhar e novos verões haveremos de contemplar.
Doce beijo para ti!

Sueli Rodrigues disse...

Muita emoção mesmo, e como as estações, deixou passar as nuvens e vem retornando devagarzinho... Fertilizando nossas emoções, e alimentando nossa imaginação com seus versos...
Su