Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 10 de junho de 2012

CIRANDA


TARDE QUENTE

E eu ali,
sentada sobre as pedras da encosta,
ouvindo o barulho nervoso das ondas
a arrebentarem no penhasco.
Uma tartaruga marinha emerge das águas
e lança um sorriso pra mim, antes de mergulhar
E eu ali, 
perdida em pensamentos  distantes, saudosos
lembrando você, amor da vida inteira.
Derrepente senti respingos das ondas
a molhar carinhosamente minha face,
feito os beijos seus a acalentar-me.
E uma rajada de vento
arrepiou minha pele molhada.
era você a acariciar-me.
Então uma lágrima de saudade rolou 
refletindo o por do sol
naquela tarde quente
que perdida, eu só lembrava  você.

Sueli Rodrigues

Sem comentários: