Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 10 de maio de 2011

Sem inspiração


Momento em que as letras fogem,
levam as idéias p’ra longe
a poesia perde as palavras,
quando as rimas se escondem

De tudo se quer dizer
e nenhum verso se encaixa,
triste sina a do poeta
quando perde o fio à meada

Tempo que a caneta trava,
a cor do papel perde a graça
as estrofes dançam na mesa,
a inspiração arruma as malas

As letras já ganham asas
voam p’ra longe com as palavras
o poeta fica aflito à espera
achando que a vida perdeu a graça

Mas poeta que é poeta sabe;
isso é momento que dá e passa,
a inspiração logo volta p’ro peito,
e a poesia explode em palavras!

Anna Carvalho


2 comentários:

Poetas Insanos disse...

Esse é o verdadeiro poeta,
que da própria falta de inspiração,
consegue nos apresentar uma bela poesia.
Um abraço!

Evanir disse...

Meu blog.. A Viagem aconteceu como um sonho,
mas tenho muito medo que seja um sonho e que
um dia venha acabar.
Eu acredito que em nossa vida
devemos dar carinho e amor sem excessão.
O carinho edifica alicerces da amizade.
Cada um recebe de acordo com o que dá.
Quero deixar meu eterno carinho
pela sua amizade tão importante na minha vida.
beijos e beijos com infinita ternura,Evanir.
www.aviagem1.blogspot.com/