Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

O amor viverá sempre em nós!


Vivemos um ontem
como se não houvesse tempo,
mas todos os instantes foram encanto,
e hoje distantes existe o espanto
da ausência com uma presença desejada,
em que ambos pensamos
que o amor viverá sempre em nós
como raízes profundas duma árvore especial
a Vida ...

José Manuel Brazão

2 comentários:

Ana Bailune disse...

Aplausos, José!...

Lu Nogfer disse...

É assim é o amor...
Lindo!

Beijos