Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Luz da Lua



Sou da noite
Borboleta noturna
Desgarrada da flor
Tecendo ilusões
Soluções inacabadas
Inesperadas
Luz da lua
Completamente nua
Exposta em raios
Dispersa no céu
Sem prumo
Rumo ao mar
Sem porto para ancorar
Sem fim.

Luciana Silveira

1 comentário:

Sueli Rodrigues disse...

Que linda e emocionante poesia Zé
Parabéns pra Luciana
Su