Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Primeira poesia de Florbela


Haverão de pintar em aquarela
A primeira poesia de Florbela,
Para bem lá no firmamento a expor,
Junto da Lua, dos versos grande amor.

Na suave noite, cante-se a vida,
Embora de tristeza embevecida,
Embora de lamúrias pincelada,
Como Florbela, pela madrugada.

A primeira poesia de Florbela,
Cada poeta expondo-a em aquarela,
Ao amanhecer de outro novo mundo.

Da Lua, a poesia num mero segundo,
Lançará raios versos em diagonal,
Até repousá-los em Portugal.

Luciene Lima Prado




Luciene disse...
Zé, que esta postagem seja uma forma singela de homenagear Florbela e todos os poetas portugueses, inclusive um muito querido, José Manuel Brazão.
Abraços.


LU
Agradeço muito este momento!
Beijo de gratidão

1 comentário:

Luciene disse...

Zé, que esta postagem seja uma forma singela de homenagear Florbela e todos os poetas portugueses, inclusive um muito querido, José Manuel Brazão.

Abraços.