Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Salpicos de mulher fatal

Nesse salivar sensual
onde te abrigas fatal
despertas ânimos loucos.
Miras todos de soslaio
em volta desse teu raio
onde filtras muito poucos.

Passas de lado estreita
a silhueta perfeita
nesse andar bambeado.
Depois respiras profundo
e no teu sublime mundo
trazes nariz empinado.

Não ligas a um piropo
manténs-te sempre no topo
enredada em teu perfil.
Passeias o teu perfume
aquecendo nesse lume
cada olhar por mais viril.

Os cães ladram sem rodeios
e tu segues com teus meios
num aprumo sem ter igual.
Só se ouve o suspirar
pela mulher de deslumbrar
num segredo de ser fatal.


António MR Martins

Sem comentários: