Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 4 de junho de 2013

Sonhos permeáveis

Sabia:
Sonhos são passageiros.
Ilusão, questão de tempo...
Fruto da imaginação para a poesia vibrar.
Inocente como a tarde...
percebo agora...
Os sonhos:
frutos da imaginação...
Nada mais!
A realidade:
Página escrita pra viver...
Ousei criar um mundo mágico...
sem perguntas nem respostas...
Lindo, amável, sentido...
E agora, sem chão, percebo...
Tudo em vão...
As estrelas continuarão a brilhar
no azul do céu escurecido pela noite...
Meus sonhos...
Agora sei,
partículas jogados ao léu.
Folhas de outono levadas
pelo vento frio...
Cortando de vez minha imaginação...
Feito folhas de papel,
se dissolvendo com as gotas de orvalho...
Vai! Se feliz...
Feliz estarei por ti.

Su Simon


1 comentário:

Ana Bailune disse...

E o sonho, mesmo quando ilusão, vale a pena ser sonhado...