Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 30 de junho de 2013

Danço vestida de ti

No som do teu silêncio
aprisiono os sentidos
os dedos descem pela tua pele
num piano sincronizado
onde os lábios quentes
te beijam o ventre
nos afagos mornos
que abraçam as palavras
que ficam por descrever
nas linhas do poema...

Danço vestida de ti
no mar solto
onde navegamos
com as velas erguidas
movidas no vento que aquecemos
até ao porto de abrigo
onde os ais se tocam
enrolados na praia
da nossa fantasia louca...

Grito ao mundo em sussurros
que és tu a poesia eterna em mim!

Ana Coelho

1 comentário:

Ana Bailune disse...

Ana Coelho é talentosa. Aplausos!