Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 20 de junho de 2013

A voz do silêncio

Ela teceu nas páginas em branco
Uma história tão linda...

Tão cheia de encanto, alma apaixonada, que aflorou sentimentos escondidos.

Mas o destino se encarregou de transmutar o verso que se inclina, nas bordas do silêncio.

E se faz aquele labirinto remontador de lembranças, que num impulso vai a(dor)mecendo, sozinho este amor que segrega a vida.

Seus pensamentos vagueia, como o sobro do vento que esta revolto,
Num estrépito de tempestades no peito frágil.

Emudece, cala-se, remoendo lembranças que bagunça suas tantas certezas.

E assim, ela descobriu debruçada sobre as folhas que aos poucos são umedecidas e lavadas pelas lágrimas, que apenas uma palavra seria o suficiente para o nascer de seus sentimentos.

Mas, em suas profundidades, pressente longos silêncios, escoando, delineando os vãos de tua ausência.

Alonga-se as horas e a cada dia, ela procura uma resposta, simplesmente uma palavra, mas depara com o nada,com a folha em branco que a remete ao abismo que só ela sabe.

Quieta, contempla como sempre esta imensidão de contradições e ao mesmo tempo (re)vive e
Sem querer remexe novamente em suas cicatrizes que já sangra nos porões.

Escoa de imediato uma súplica, então exaltada,tentado reescrever sua história, querendo chegar tão somente ao destino que pernoita ao encontro de seus sonhos.

Belarose

1 comentário:

BELA FLOR. disse...

Boa tarde,Zé!

Meu amigo querido,que bom saber que esta novamente movimentando seus blogs,tinha muitas saudades de saber-te bem.

Obrigado pelo carinho fica com Deus amigo!

BEIJOS!