Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Meu coração vagueia...


Bate
bate meu coração,
de tanto amor dar.

Vagueia
por aqui, por ali
deixando um pedacinho
a cada um, com carinho!

Vagueia
esperando um afecto,
um palavra, um consolo!

Vagueio
na minha missão,
sem olhar a quem,
mas Alguém
está atento
e dá-me o pedacinho
que não guardei para mim…

José Manuel Brazão

Minha prisão



Solitária, sim...
O meu coração faz eco
Anda vazio, fechei a porta
todas as janelas estão bloqueadas
Minha prisão...


Esse amor que maltrata meu coração
Chama, grita, mas quem pode ouvir?

Oi amor, saudade...

ISA

Nunca te sentirás só! - Poemas de esperança - Poemas e Frases - Luso-Poemas



Nunca te sentirás só! - Poemas de esperança - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Só tu e eu! * (para NEUSA) * - Poemas de dedicatória - Poemas e Frases - Luso-Poemas



Só tu e eu! * (para NEUSA) * - Poemas de dedicatória - Poemas e Frases - Luso-Poemas

domingo, 28 de novembro de 2010

Sou quem sou! - Poemas - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Sou quem sou! - Poemas - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Amor


O amor apenas acontece
Chega como chega o vento
E nos enlouquece
Em segundos, em momentos

Se instala no peito
Faz morada na alma
Muda todo nosso jeito
E nos faz perder a calma.

Quando é correspondido...

Ah! Muda todos os sentidos.

Marcia Grossi

Amor dos amores! (o valor de uma Mulher) - Homenagens - Poemas e Frases - Luso-Poemas




Amor dos amores! (o valor de uma Mulher) - Homenagens - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Dias melhores virão!


Olho-te
fascinado
com as tuas palavras,
com sorrisos
e lágrimas…

Sinto-te
mulher de luta,
mas,
sempre um mas,
no tempo,
nos dias não são iguais,
e tu
nuns sentes-te só
e correm imagens mentais,
passam por ti
pessoas e páras em mim:

Sorris, choras,
vês meus abraços abertos,
vens para mim,
abraço forte,
olhamo-nos,
beijamo-nos,

E digo-te
olhos nos olhos:
“dias melhores virão…”.

José Manuel Brazão



A partir de hoje, dias melhores virão; é preciso morrer erros do passado e nascer novas sementes rumo ao futuro.

Graciele Gessner

sábado, 27 de novembro de 2010

Desejos



Todos os meus sentidos
atrevidos, despudorados
completamente ocupados
travou uma guerra com teu corpo
Não o deixando respirar
esse teu peito nú
provocando os meus desejos mais loucos
tua boca devassa que me deixa em brasa
Prova dos meus sentidos
são eles todos obra dos teus carinhos
Que
marcam minha pele
tatuando você em mim,
misturando teu sangue
com o meu,
tornando tua vida
viva dentro de mim.

ISA

Constatação do óbvio fim


Foi naquela manhã de nuvens esparsas, gotejando em pequenas doses e respingando a alma que rompeu-se enfim o silêncio. Disperso no ar o verbo louco e marejado mas sincero e melancólico. Não se sabe se tal fato indicava duração ou apenas mais uma desilusão seguida da burrice lógica de toda mulher. Quem é mulher entende o que a alma esbalda num ir e vir como a maré. Fases da lua, que no certo, mulher, o é. E foi no romper do silêncio que ele enfim instaurou-se. O silêncio revelador. Revelando toda a dor do ser. De ser. Enfim, o fim. Até mesmo a mulher cansa-se, um dia, de lua ser.

Luciana Silveira

O que a Vida nos deu!


Um dia,
um dia para relembrar!

Por um poema
e por um sorriso,
um sorriso que é meu,
a vida nos deu
como presente:
tu e eu
e eu e tu!

Nasceu uma vontade
de trilharmos um caminho
de forte
e convicta Amizade!

Amizade pura de verdade,
com laços de amor!

Não mais parámos
e agarrámos
O que a vida nos deu!

A tua inteligência
e a minha experiência,
farão o nosso caminho:
na Vida e na Poesia!

José Manuel Brazão



Assim nasceu esta relação de Amizade tão linda entre Graci e ZÉ

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O sol que procurava!



Conheço-te
e admiro-te,
mas não te vejo,
vai tanto tempo!
Imagino a tua sensibilidade
e a tua sensualidade,
usadas nas palavras.
Porque te escondes?
Liberta a tua alma!
Usa o poder criativo,
o poder da palavra!
Sê mensageira:
da paz e da harmonia.

Ficarás bem contigo
e terás sempre este amigo:
companheiro na luta,
na conquista dum mundo diferente.

Será utopia?
Talvez!
Sonhar é viver.
Vivamos com esperança
até morrer!

Conta comigo,
sempre!
Meu sol que procurava …

José Manuel Brazão

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Imensamente feliz



Esperei por ti de joelhos
Religiosamente todos os dias
de minha fragmentada vida
Sem lhe conhecer, acreditava em ti
Hoje sinto tuas gotas
Derramando em mim como chuva
Lavando meus medos e dores
E agora não consigo...
Não consigo acreditar
Que sou feliz
Imensamente feliz contigo!

NEUSA
Que sejas imensamente feliz em Rio Verde-Goiás e que eu sinta Aqui ou no Além!
Beijoos querida Neusa do ZÉ

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Canção sublime

Espalmei das mãos
a poeira reluzente das estrelas...
Colhi o dó maior
que me trazia seu sorriso
(sem pausas),
em claves de sol..
E sua voz cantante
em meu ouvido
doce sustenido...
guardei no coração.

Vesti-me em rosas, margaridas
miosótis, girassóis....

E não me contive,
fecundei-me em vida
borbulhando emoções.
Cordas outrora rotas,
Harpa, violino, violão...
Orquestra floral melodiosa,
Celestial canção.

Fiz-me fértil
Dei-te filhos..
E neles marquei nossos traços..
contornos cantantes
desse amor melodioso..
sagrado, gostoso
Composto por anjos
na eternidade...

Sandra Freitas


[..]
Como sabes
que gosto de música,
da tua canção
ecoada em palavras,
tensas e intensas
e louca paixão
e amor,
flauteada
pelo teu coração
com acordes
de mulher sofrida,
determinada na fé,
no destino
e com um final
entregue nas mãos d’Ele!

José Manuel Brazão


Verdade ou mentira?



Não acredite em tudo que ouve, muito menos seja ingênuo em acreditar em tudo que vê. Muitas verdades são ditas na hora da emoção, quando colocadas frente a frente com a própria situação ou com a realidade.
Há mentiras ditas com lágrimas, e há verdades ditas com um sorriso nos lábios; precisamos ficar alertas com os sinais que a vida nos apresenta.
Confie desconfiando, nem tudo é pura verdade e nem tudo é mentira; há sempre o meio-termo, o lado A e o B. A distância da verdade pode até ser longa, mas em algum momento ela pode se aproximar.
Como saber se é verdade ou mentira? O único jeito de saber é sendo vigilante, processando cada informação recebida de forma a duvidar, estando com os olhos atentos às reações. De qualquer forma estamos sujeitos aos enganos, as mentiras... Infelizmente!

Graciele Gessner




O nosso abraço!

Dou passos,
olhando a calçada,
paro;
quem vejo ao longe?
A tua imagem,
aproximo-me mais,
mais depressa,
não é a tua imagem;
és tu!
Reconheces-me
e corremos um para o outro.
Abraçamo-nos muito,
tão longo!
Olhamo-nos,
fixas os meus olhos,
gostas da sua cor.
Não paramos de olhar,
vejo teus lábios mexerem,
para esboçar um sorriso,
sorriso lindo, lindo.
Não nos apetece sair dali,
não queremos desencontros,
mas estejamos onde estivermos,
existe um ponto de encontro,
a sintonia e o abraço.
José Manuel Brazão

Para ti GRACI (Graciele Gessner)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

" Não "



Será alguém capaz de tirar você de mim
Tirar os beijos de minha boca
teu cheiro da minha pele
Não pode...
Você faz parte de mim
Corre no meu sangue
Respira em minha boca
Navega em meus olhos
És meu...
Sou Tua!



ISA

A Poeta brasileira Gloria Salles: a minha mais antiga e querida Amiga no Brasil

´
Linda homenagem querido Zé.
Olhe, quem tem um amigo feito você,
jamais sente-se só no mundo.
Você é colo que acolhe,
abraço que aquece.
Certeza de aconchego em qualquer momento.
Essa dor vai passar, eu sei, e ficará a saudade apenas.
Obrigada grande amigo, querido amigo.
beijos
Glória



Open in new window

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Gloria Salles e seu Pai...




Vim agradecer a você, q acredito orou pela recuperação do meu pai.
Estive afastada da net há dias, pq ele precisava d cuidados constantes e d todo nosso amor.
Foram semanas d muita tensão, mto medo d perdê-lo.
Gostaríamos mto de te-lo levado andando p Flórida, p casinha dele, o cantinho q ele amava tanto, e termos a chance de ver a alegria nos seus olhos ao chegar.
Em seus delírios era o q pedia.
Mas não conhecemos os planos d Deus, e Ele fez Sua vontade, levou-o p si e tenho certeza, fez o melhor, pq cuida de Seus filhos.
Viemos d Flórida depois de termos q sepultá-lo, uma tristeza impossível d descrever.
Uma dor inenarrável, um misto d sentimentos q só quem já viveu tal situação pode avaliar.
Sentimo-nos hoje, meio mutilados, um gde pedaço d nós foi com ele.
Entretanto, acreditamos no tempo, q é uma benção de Deus, cicatriza as feridas, ameniza as dores, e põe as coisas em seus lugares.
Somos imensamente gratos ao Papai do céu pq fomos abençoados com o melhor pai q alguém pode querer ter.
Seu exemplo, seus ensinamentos, sua conduta, seu amor por nós, serão nosso legado.
Ficou uma lacuna q talvez jamais seja preenchida, uma saudade imensa.
Mas a plena confiança no reencontro no céu, qdo o próprio Jesus irá chama-lo do pó da terra, dessa vez, num corpo incorruptível, sem mal nenhum, saudável, e então veremos nosso pai, o sorriso largo e feliz, como sempre foi, e caminharemos com ele pelas ruas da Cidade Santa.
Viveremos d hoje em diante por esse dia.
Obrigada por seu carinho.
Beijo grande e muita paz...

Open in new window
Gloria Salles



Um beijo solidário com muita Luz do teu Amigo eterno ZÉ

O choro pode durar uma noite...





Pela noite
vem a magia,
o silêncio,
a reflexão!


Vem a a Lua,
com a paixão
e o amor!


Vem a nostalgia,
com a tristeza
e o choro!


Vem o sonho
de ideais, ambições,
lutas:
conquista ou derrota,
mas com a esperança
que o amanhecer
traga a alegria
de um novo dia,
que faça esquecer,
aquele choro…!


José Manuel Brazão

Olhares...


Parecia um sonho,
Instantes de paralização.
Os seus olhos me devoraram
Meu corpo teve a sua investigação.


O brilho em seu olhar
Manifestou o seu encantamento.
Seus olhos azuis me deslumbraram,
Simples magia do nosso momento.


Revelou-se... Apaixonou-se!
Não era necessário explicação,
Tudo está visível ao coração...

Graciele Gessner


....

Admiro o teu olhar.
fixo os meus olhos
nos teus…
pensas na vida.
nos sonhos que te invadem,
nas ilusões que tiveste,
nos dramas que esqueceste.

Os teus olhos
procuram os meus gestos,
a minha alegria de viver,
os meus mimos …

Sorris
e os lábios mexem,
com palavras de encanto,
tornando-os sensuais,
desejados
por um amor como o meu!

José Manuel Brazão

Amar você


Sinto-me como se estivesse a sonhar
Quando me vejo na luz do teu olhar
Ao teu lado desejo sempre estar
O teu sorriso me fascina
tornando-me assim refém dos lábios teus.

E quando a noite fria chega
O teu amor aquece o meu coração
Desvendando no breu de uma noite triste e escura
Uma linda e iluminada constelação

Tu és a luz que faltava em minha vida
Minha paz
Minha dádiva
Eterna alegria

Amar-te é assim
Estar sempre juntos
De mãos dadas
Parceiros no mundo
Se querer todo segundo.

Amar você é assim
A melhor coisa do mundo.

Nanda Costa


[....]

Pensar em ti
é voar por aí.
Libertar a tristeza
conquistar a alegria,
não me sentir só!

Pensar em ti
é sonhar
com a mulher cautelosa,
sensível, gentil,
generosa,
muito subtil!

Pensar em ti,
é amar
a mulher generosa,
por um amor crescente!

José Manuel Brazão

domingo, 21 de novembro de 2010

Tentativas de vidas...





Eu tentei mostrar
Melhor de mim...
Mas me entenderam
Errado........

Ás vezes finjo estar tudo bem
No momento em que não esta.
E quando tudo, esta bem.....
Invento algum problema
Para me preocupar!

Caminharei sozinha...
Talvez assim me encontre
Com passos firmes....
Coração apertado.

Deixando meu rastro...
Com meu sorriso
Marcado!

Não vou, mas me esforçar,
Pra mostrar quem sou.
Vou viver minha vida e
Esquecer tudo que passou!

Open in new window

Finalmente, nos teus braços


O sol fez brilhar o teu olhar no meu (corpo),
o meu sorriso encostou-se ao teu (desejo)
enquanto as tuas mãos (quentes) foram minhas.
Finalmente, encontrei os meus lábios nos teus,
o meu gemido na tua boca, o teu calor no meu corpo.
Finalmente, nos teus braços.
O momento era nosso, (com os corpos) em harmonia.
Dávamos tréguas à vida enquanto o (a)mar sensual e deleitoso
se estendia para lá de qualquer horizonte.


Mais uma vez, deixei os meus lábios nos teus,
trouxe o teu calor no meu corpo e o teu gemido (de prazer) na minha boca.

Dos teus braços, esse (a)mar estendido…
…para lá de qualquer horizonte.


Vanda Paz

Poesia com o olhar



Do infinito horizonte
bebo fragrâncias de mudez,
atento a voz
com sóbrio vocábulo
descodificado
pelo olhar
que as concebe no ventre!

Metáforas que me tocam
com sílabas traçadas
nas veias que correm
pelo busto…

Nuances que se alongam
no meu firme olhar
por onde a poesia me leva.

Quem me escuta
senão o silêncio
e as palavras vertidas
no cerne da vida?

Ana Coelho

Com uma única palavra alcanço o mundo! Amor

sábado, 20 de novembro de 2010

O livro da sua VIDA



Medite sobre o que você é, e o que você quer ser, no fim, isto é o livro de sua vida e você só você terá que dar conta de seus atos.
Quem não fala a verdade por medo de magoar acaba magoando duplamente.
O silêncio pode ser uma bênção, mas que não seja usado sempre como forma de proteção. Auto proteção.

Sabe por quê?
Uma explanação mal administrada, até inconsciente, como forma de proteção e segurança, na realidade às vezes não protege ninguém, só corre o risco de deixar por aí dúvidas e fazer crescer uma possível decepção.

Rosangela Colares

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

EU e a EDUARDA






A amizade, um poema!


A amizade,
é uma palavra
que  nasceu com Luz,
para iluminar
os que acreditam
e a praticam!


A amizade
é uma palavra
para ser entendida
nos gestos,
nos sentimentos!


A amizade
é uma palavra
para ser vivida
com nobreza!


A amizade
reflecte beleza,
vestindo um poema!


José Manuel Brazão





Eduarda

Desde 2008 te admiro pelos teus gestos constantes de humildade, que tens para comigo que fazem de ti uma grande Senhora e uma grande Poeta!

De repente


Outra vez sentada no jardim
de cotovelos apoiados
no parapeito do meu silêncio.

Sinto as raízes da inquietude a habitarem-me.
A espremerem-me em dentadas.

No lago, sob os velhos chorões
o cisne coça-se debaixo da asas.
Sacode as penas, sacode o ar.

Fragrâncias alastram em liberdade.

E de repente…

afasta-se a inquietude que me povoa
segue a excitação dos pássaros
afinca-se nas copas das árvores
e, cheia de sono, adormece
enquanto o café que bebo,
me fala baixinho de pétalas de ti.

Marta Vasil

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Uma Vida com "estrelas" sem céu


Quis parar neste tempo,
olhar pela sua memória
e recordar tempos de outrora,
de passado recente,
tempos de agora!

Vi muitas estrelas na vida,
que brilhavam
iluminando meu corpo e alma
e outras apenas meu corpo.

Foi um desfile constante
em muitas noites de luar,
mas algumas
Não brilhavam como outras!

Passou tempo...
E hoje entendo
que já não brilhavam,
porque se escondiam
com vergonha
do mal que me fizeram...

Afinal
eram "estrelas" sem céu!

José Manuel Brazão

Perfume


...Mas ainda ficou o cheiro de cravo,

Um amor que continua sendo escravo;
Tão distante uma canção “al di la”,
Enquanto um sono sereno não há.

Um enlevo quando a brisa aproxima,
Feito uma fada a transformar um clima;
O bom perfume de cravo outra vez,
Que traz num arquejar a placidez.

Trazem as brumas um doce acalanto,
Que deixa no ar um certo quebranto;
E outra canção luminosa se ouve.

Seja a terna lembrança que se aprouve,
Seja o cheiro bom que nunca se esvai;
É amor que fica enquanto a noite cai.

Luciene Lima Prado

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Renasci


Morri pra você,
e renasci pra mim.
Renasci das cinzas,
que a gente simulou para um fim.
Renasci para os amigos,
pra vida.
Pro mundo onde eu pertenço.
Ah,
nada me faria mais feliz.
Do que todas as coisas boas,
que ando ouvindo,
e vivendo.
E agradeço a ti,
por que ter me libertado
de uma suposta dor.
Nada se compara,
a esse brilho que nos meus olhos se encontram.


Como das cinzas levantei, esse fogo já não pode mais me queimar.
Samantha


De mãos dadas



Passa o tempo
e nós
sempre juntos,
sempre unidos
para o bem,
e para o pior,
solidários, solitários …

Não te deixo,
não me deixas.
Nossos corações batem,
cada vez:
que penso em ti
e tu pensas em mim!

Estendemos as mãos
para nos aproximarmos.
Puxam nossos corpos,
mas não conseguem!
O nosso amor
é superior!
Estaremos Aqui ou Além,
como sempre
de mãos dadas!

José Manuel Brazão

Um poema que nasceu como um desejo meu e que tu tão bem o tens realizado. Levarei comigo pensando em ti e tu nas voltas que a Vida dá,  guarda-o no teu coração de Mulher bem iluminada!
Beijo do ZÉ




O que posso te oferecer, se não a minha amizade?
Uma amizade constituída na confiança é a maior prova de amor que os amigos podem oferecer. Obrigada por ser paciente e compreensivo, são raras as pessoas com a tamanha bondade e gentileza que eu conheço. Um beijo gracioso em seu imenso coração.

Graciele Gessner.
(Timbó - SC - Brasil, 31/07/2010)


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Vencendo a frieza



Como lágrimas de sangue. A graça do cristal.
E sua alma heróica, uma luz
Invicta a coragem VENCENDO A FRIEZA
Tornou-se uma fênix em orações

Sua vida, espírito imortal nas minhas noites
Paraíso prometido bebendo o meu invisível
Abrindo os olhos e vendo o oculto
Como uma fumaça escura, alcançou o impossível.

A estrela é como o sol em meus delírios
Que delícia sua voz me tira o passageiro
A medida que a rocha mostra-se viva, o vento espreita
Quando o vácuo de bolhas em si mesmas, a água é amarga!


O eclipse em movimento e meu coração sangrando,
Recados rasgados que me traz a memória o rio
No universo molhado,
No horizonte sem fim, a prova invencível!

Rosangela Colares

...a batalha é difícil mas a satisfação plena!


São gerados
por dois seres,
mas pela vida
quem cuida?
Quem vigia?
Quem dá o amor instinto?
A Mãe!

Assim tu és,
a zeladora
a todo o momento
para a sua felicidade
e um futuro risonho!

De tudo prescindes,
do amor que anseias
para ti,
do teu pão se fôr preciso
e até
própria vida darias.

Hoje
floresce a sua juventude
para na Vida ter atitude
e tu sorrires feliz
e nós te acompanharemos
nessa missão cumprida
a que chamaste:
...a batalha é difícil mas a satisfação plena!

José Manuel Brazão

* O último poema que escrevi para a minha Amiga, a Poeta Luciana Silveira *


Nosso amanhecer!






Caminho sem saber por onde ando
Sonhando em chegar até você
Meus pensamentos voam
já os aprisionei, mas
como fumaça eles escapam
e sem perder tempo....
buscam você meu eterno amanhecer


ISA




[....]


Este amor inacabado,
sem limites e tempo,
vibra intensamente
em nossos corações,
vivem próximos:
não passam um sem o outro!


Um amor vestido de saudade,
por cada momento
que se afastam…


O nosso amanhecer é radioso,
nasceu dentro de ti
e passei a vivê-lo!


O anoitecer não o vejo,
esqueci-o!


Nosso amor está vivo,
com o amanhecer,
após outro amanhecer…
… e assim será…
até sempre!


José Manuel Brazão


EU e ROSANGELA COLARES




EU e ROSANGELA COLARES - Homenagens - Poemas e Frases - Luso-Poemas

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Abandonada


Abandonou meus beijos
Meus olhos
Meu corpo quente
Minhas mãos

Abandonou o meu amor

E a saudade de seus carinhos
É um punhal afiado
Cravado no meu peito!
ISA

BRASIL: proclamação da República






Sou um português
que não renega suas raízes!
Sinto o meu país
que me deu filhos
e netos,
me deu alegrias
e tristezas,
me ensinou a amar,
a viver,
a perder e a vencer!


Que me deu de Amigos,
amigos
que são família
fora da Família!


Mas
sou português
com um carinho especial,
Ppelo Brasil
e suas gentes!
O carinho e o amor
que atravessam o Atlântico
e vêm até mim,
calorosos,
generosos,
com amor sem fim!


Sou Português
com gosto brasileiro!


José Manuel Brazão

domingo, 14 de novembro de 2010

Voltarei!



Te vejo partir
Sorrio amarelo
Vou deixar que você vá
Que beba de outras fontes,
Que cheire outras flores,
Que viva outros amores,
Que sonhe em outras camas
e goze entre outras pernas.


Mas você vai voltar
pra morrer em mim.
Por que eu sou a sua casa
Morada eterna do seu amor
Habitação perpétua do seu desejo.
Sou seu túmulo,
Sua lápide,
Seu descanso,
Seu fim.
Por isso, parei de chorar
pois seu lugar é em mim.


Sandra Freitas


[....]

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
com o direito
à nossa felicidade!

José Manuel Brazão

sábado, 13 de novembro de 2010

Com a Poesia...




Com a poesia,

sinto alegria;
repousam os dilemas,
nascem os poemas.

Com a poesia,
param as angústias,
as tristezas,
as desilusões.

Com a poesia
nascem emoções,
mensagens de paz,
harmonia e amor.

Com a poesia
nasce a esperança
de viver
e de conhecer amigos,
amigos de verdade.

Com a poesia,
nasce a libertação,
a conversão
aos valores humanos.

Com a poesia
nasce um estilo,
uma forma de vida,
uma visão do mundo,
que leva o poeta
à descoberta:
da verdade,
da realidade,
sem palavra encoberta.

Com a poesia,
nasce a minha poesia!


José Manuel Brazão

GRACI e EU sempre unidos na Vida e na Poesia