Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Não sendo sonho nem vida

Só quis ver o sol
olhar os reflexos de frente
sentir a maresia serena
de uma luz plena...

E nesse caminhar
sem ambicionar
encontrei conchas e búzios
soltos
foram os búzios que quiseram
comigo partilhar
segredos dos marinheiros...

Num primeiro tempo
acompanharam o meu caminhar
até uma encruzilhada
falar mais alto
para que do céu
se fizesse claridade...

Nunca toquei o sol
nem é preciso
para saber que nasce amplo
nunca quis nada das palavras
foras elas que se acomodaram em mim
em pedaços que alguns
chamam poesia...

A mim apenas se torna alegria
sendo ou não poesia
porque do poema
aquilo que anseio
é a libertação
numa contorção de contramão
umas vezes em linha
noutras invertidas
não sendo sonho nem vida...



Ana Coelho
Top of Form


Sem comentários: