Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Quando a noite não passa e tudo fica ão

Quando a noite não passa e tudo fica.ão
aos olhos, aos ouvidos, em todos os sentidos
A gota que pinga de uma torneira mal fechada
O latido de um cão, de dois cães, de três...
A noite mais negra do que o negro que ela tem

E quando tudo se aquieta, o silêncio se agiganta e dói de ouvir
Os bichinhos se tornam monstrinhos (inhos e ões)
E até um pássaro canta agourento
(Aquele pássaro-pensamento que cantou suave quando era dia...)
(...de tudo, é o que mais amedronta)

E os ponteiros do relógio cada vez mais lentos
(Graças que ele é mudo no seu tic-tac...)
Só a cama fica pequena pra tanto revirar
Os olhos teimam, o corpo teima
(...e o pássaro continua a cantar)
E tudo se arrasta interminavelmente num jeito de não acabar


regina ragazzi

Sem comentários: