Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Paradigmas de uma folha de papel em branco

Deixei-te uma folha de papel viva
repartida por entre pedaços de mim,
com a nossa maior palavra cativa
e um suave cheirinho a jasmim.

Folha num sobrescrito inserida,
restando-se dobrada em três partes,
ficou outra palavra esquecida!...
Amor novo de múltiplos encartes.

No fundo desse invisível texto
coordenado pela sabedoria,
sendo instituído nesse contexto.

Entre o silêncio veio a ousadia,
êxtase para simular um pretexto...
de te enviar um beijo à revelia!...

António MR Martins 

1 comentário:

António MR Martins disse...

Sempre gentil amigo Zé. Abraço.