Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 2 de março de 2015

Regina Ragazzi

 Desconverso um tal verso no papel
querendo fazer parte do poema.
Se eu digo sim, ele diz não.
Se escrevo vermelho, ele entende roxo,
e ainda quase quebra as asas do meu pássaro
em pleno voo.
Esse verso é surdo, é chulo, é burro
e não tem desconfiômetro!
Empurrou a última palavra da terceira linha
folha abaixo
só pra ver se eu o encaixo.
Mas eu digo nãos!não!e não!!
Então só de maldade ele apaga a palavra
Alegria ( da mesma terceira linha)
e escreve Saudade!!

regina ragazzi

Sem comentários: