Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Como eu desejo teus beijos

Nestas horas do meu silêncio
em que a saudade mora no meu peito
e neste “mundo” que me rodeia
só vejo a tua imagem,
os teus susurros
o eco de te amo demais,
e sinto o teu melhor beijo!

Vem, quero teu corpo por inteiro,
nos prazeres mais intensos...

José Manuel Brazão

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Memória do tempo


Recordo,
as primeiras palavras;
palavras vividas
e revividas,
com saudade
da tua mocidade!

Nasceu a amizade:

envolvida em mares,
nunca navegados,
envolvida em palavras,
palavras sentidas,
cobertas de emoção,
por vezes:
vestidas de paixão!

Recordo,

muitas palavras,
de amor,
amor ao próximo,
com autenticidade
e cumplicidade,
que guardo no tempo,
na memória do tempo …


José Manuel Brazão

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Esses olhos tristes

Esses olhos tristes
Olhos de outono
Como viajam esses  olhos
de cores sombrias!
Olhos de noite,
de madrugadas insones
Olhos que miram o horizonte...

Ah... esses olhos marejados
Visão embaçada
Tão tristes e tão belos
O que verão nessa estação?

Olhos amenos
Olhos de poesia

Ah ...esses olhos
emoldurados por um rosto
tão bonito!
Por que será que neles nunca é verão??


regina ragazzi

sábado, 11 de outubro de 2014

Se pudesse por ti...

Se pudesse por ti
faria e daria tudo,
tudo o que mereces,
não pedes
e assim tem valor infinito
cá dentro do meu coração!

Mulher enviada
para  na minha Vida ficar
e eu saborear
o quanto se pudesse por ti...

José Manuel Brazão

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

JOÃO e as rosas amarelas

Rosas amarelas (nunca estaremos sós)!

São as rosas que gostas:
rosas amarelas!
Belas
como o teu olhar,
o teu sorriso.
Belas
como os teus gestos,
as tuas atitudes.
Belas
como o teu amor!
Vejo rosas,
rosas amarelas,
ao meu redor.
O seu aroma
é o teu perfume.
Perfume que não me deixa
e, tu que não me abandonas!


José Manuel Brazão
 (pensando no meu filho João que nasceu em 6.OUT.1972 e partiu
na viagem necessária em 24.AGO.1997).
A Mãe, eu e os irmãos Pedro e Paulo sentiremos sempre a sua presença!


domingo, 5 de outubro de 2014

Ah! Poeta!

DESEJOS

Ah! se eu pudesse
seguraria sua mão
e viajaria  estradas ao seu lado.

Sorriria só de olhar você sorrindo
e secaria sua lágrimas, bebendo o sal
com beijos em sua face.

Ficaria feliz ouvindo o canto dos pássaros,
vivendo contigo nas montanhas
ou correndo pela areia da praia.

Alegre seria
ouvindo o som das ondas.
Que, em festa, brincam no mar.

Ah! Poeta!
Se eu pudesse seria a menina,
A menina dos seus versos.

Levaria você ao delírio!
Em êxtase ficaria...
faria você sonhar.

Su Simon

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Memórias

Tirei o dia pra esquecer 
Esquecer problemas, 
Esquecer passado, 
Esquecer você... 

Saí pela cidade, 
caminhei por lugares de outrora, 
revisitei memórias. 
Tudo tão diferentemente igual... 

Cada edifício uma singular arquitetura, 
então lembrei 
Antes, não reparava a arquitetura
da Capital Paulistana... 
Visão linear,
Não admirava o horizonte 
e o fascínio que a metrópole produzia... 

Por alguns segundos consegui esquecer 
Esquecer problemas 
Esquecer passado 
Esquecer você. 

Foram os melhores momentos vividos...
distraída, divagando, esquecida 
Mas saiba amor: 
Você ainda está em tudo que vi e vivi.

Su Simon


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Entreguei meu coração ao teu encanto

Adormeço sonhando
com o eco das tuas palavras,
num amor que não morre!

Amanheço com o Sol
raiando em mim,
e deixando o calor
do teu corpo desejado
nestes momentos de entrega
do meu coração ao teu encanto!

José Manuel Brazão