Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Alma

Amor, meu novo e velho amor
Foi na ternura dos seus olhos
Que me reencontrei

E de encantos tenho vivido
Desde que bendito foi aquele raiar

Num tempo onde é infinita
A beleza do encontro
De almas afins
Que outrora perdidas
Voltam a se amar

E tenho zombado do que poderia ter sido
Perto do que ainda será.


Luciana Silveira

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

O que é o amor?

É o sentimento vivo dentro da gente
Uma palavra simples
É um sentimento frágil
e ao mesmo tempo forte
que nos faz contente
É a paixão
Fogo por dentro
Que fica no coração
Como se fosse um segredo
É quando sempre se sente
Estar com alguém
Que vai estar com você sempre
Te fazendo se sentir bem
É uma palavra simples
Que leva as nossas vidas
Como pássaros livres
Que se esquecem de suas feridas
O amor é...
Quando se ama
E se sente amada
E quando dá vida
Em troca de uma palavra
O AMOR....
É O SENTIMENTO MAIS PURO E
VERDADEIRO QUE EXISTE
DENTRO DE NÓS...

Elizabethe Alves

Em participação especial

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

A vida que te corre nas veias

Vieste ao meu encontro
buscando em mim
a vida que agora
te corre nas veias!

Fiz sentir-te  Mulher
mesmo que tão distante
e viveres momentos lindos,
 que te proporcionam
amar e ser amada
despertando em ti,
escrever o amor
com a voz do teu coração!

Olhaste a Vida
e sentiste que ela era mais
do que viveste até hoje!

E sem saires de ti
segues a vida
com determinação;
a vida que agora
te corre nas veias!

José Manuel Brazão

RUI PEDRO








segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Faz um Poema

CAMINHO DO SOL

O sol rasgou um pedaço do céu
e iluminou o caminho do poeta
entre ramos, folhas e sombras
o poeta rasgou no verso
toda tristeza, alegria, sonhos e amor.
O sol rasgou o céu da alma
e aqueceu o jardim do coração
derramando versos no colo do poeta...
O sol rasgou um pedaço do céu!

Su Simon


sábado, 25 de janeiro de 2014

Um sorriso para ti

É tão simples saber
como aliviar
o nosso corpo e alma
e transformar a nossa vida;
basta alguém
ter amor no  coração
e enviar um sorriso
com convicção!

José Manuel Brazão

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.
Martin Luther King

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

...

E da lágrima que brotou
Botões vermelhos surgiram
Embalados ao véu da noite
E cada canto contido
Escondido
Extraído agora
Nessa onda noturna
Onde tudo é silêncio
e descoberta
Uma luz no fim do túnel
Um beco onde há saída
Vida.

Luzciana Silveira

domingo, 19 de janeiro de 2014

Esses olhos tristes

Esses olhos tristes
Olhos de outono
Como viajam esses  olhos
de cores sombrias!
Olhos de noite,
de madrugadas insones
Olhos que miram o horizonte...

Ah... esses olhos marejados
Visão embaçada
Tão tristes e tão belos
O que verão nessa estação?

Olhos amenos
Olhos de poesia

Ah ...esses olhos
emoldurados por um rosto
tão bonito!
Por que será que neles nunca é verão??


regina ragazzi

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O pássaro e a flor

Logo pela manhã
o pássaro
voava por esse céu
ao encontro do amor!

A flor
todos os dias
esperava por aquele momento
de encantar com o seu aroma!

E quando se dava o encontro
ele com melodias de canto
e ela abria suas pétalas de amor
para um abraço de ternura!

Assim vive a natureza
doando cânticos de amor!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Janeiros

Pesam-me os janeiros
Esses dias mal curados
sob calores intensos
que não acaloram mais
que não ventilam mais
que não consolam mais
que nem existem mais
Esses dias que são
dias nenhum

regina ragazzi

domingo, 12 de janeiro de 2014

Acordar alegria

Acordar Alegria
faz-me navegar 
num mar de versos calmos...
Sorriso nos lábios
e a certeza da Felicidade!
Que invade minha alma
Fazendo-me Amar!

Su Simon


Como é bom!

Como é bom
saber
que me acordas,
me dás a tua bênção,
para um dia feliz!

Como é bom
saber
que à noite
não te deitas,
sem me enviar
os teus anjos
para uma noite feliz!

Como é bom!


José Manuel Brazão

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

O poeta tem um mundo

O poeta é uma multidão
constante…em gritos
de silêncio abertos em sinais
que o tempo é o instante
do coração na flauta
que o alucina…

O poeta nunca está só
nele habita a natureza
as metáforas
da alegria com tristeza
a tristeza de ver para lá
das fronteiras instintivas
sente…intensamente
os povos descontentes
as vozes descoordenadas
das nações de um pai ausente…

O poeta tem um mundo
só seu
alguns chamam de solidão
porque não entendem
a lógica da inspiração
que o faz meditar
em constante pulsar
de palavras…palavras
em dádiva de silêncios!


Ana Coelho

sábado, 4 de janeiro de 2014

Tu me entendes...

Pensas em mim
e sentes
que me entendes!

Teu olhar,
carinho, ternura,
guardo no meu coração!

Dia em que não falemos,
não é dia!

Na nossa vida,
existe apenas Luz,
muita Luz!

Quando não dormes,
eu acordo.
Quando estás triste,
sinto tristeza!
Quando estás alegre,
sinto muita alegria!

Dou-te tudo o que desejas;
viveres em paz,
receberes compreensão,
carinho, afecto
e não te sentires só,
no teu mundo de sonhos
de te dares aos outros!

E afinal, quando antes
parecíamos viver alheios,
hoje vivemos momentos felizes
e temos tudo a ver um com o outro,
porque me entendes
e em nós existe um amor puro,
como a água que corre na nascente!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Na nudez das horas

Quero pousar as palavras
dentro do dedos onde me perco
em dilúvios de letras
que explodem em forma de oração
dentro do coração inconstante
nos gritos que não choro
na mudez das horas
que se rasgam em pedaços
que vivem dentro de mim...


Ana Coelho

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão