Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sonho lindo


Ainda não acordei
deste sonho lindo
- nunca foi sonho –
vivido cada instante,
com o tempo não parando
e nos deslumbrando
com este amor assim...

Não foi conto de fadas,
nem paraíso inexistente,
foi amor caloroso,
forte, convicto,
cada vez mais exigente
pedindo a cada um de nós
e ignorando os limites
que em tudo existem!

Ainda assim
se pudéssemos
jamais acordaríamos...!

José Manuel Brazão

Viver!!!

Não gosto das linhas retas
É preciso que se tenha curvas em alguns caminhos
Esquinas, atalhos, cruzamentos...
Buracos, lombadas ...
Montanhas, mar e precipícios...


É preciso ter sol à meia-noite
E luas avessas em pleno dia ...


É preciso ter tempestades
E grandes ventanias...
Ah...são necessários os cortes profundos
E as feridas que sangram
Os beliscões e os arrepios...


Viver...é preciso ter...
Sem isso... como? ... pra quê?...
É preciso viver e não só passar pela vida ...


Regina Ragazzi

Viver é aprender, evoluir espiritualmente. Na nossa missão aqui, passamos pelo que Deus nos reservou, para que aprendamos a escolher os caminhos... nesta e em outras vidas, sempre.
E como o Universo é curvo, não existem atalhos assim tão grandes como imaginamos... as leis divinas são exatas...por isso que é preciso viver e não passar pela vida apenas.
 Abraços*
Renato Baptista

Um amor sem sobras


Passeamos na nossa velha casa
e por aí lembramos o nosso amor,
hoje envelhecido pelo tempo,
mas nas nossas lembranças muito desejado!

Passeámos abraçados pelos cantos,
em cada um deles uma história,
noutros o desejo elevou,
disse-te o que ia em minha alma:
Sem ti minha vida
não tinha sentido!

Faltava-me a tua voz,
a tua palavra, o teu carinho,
o teu amor!

O teu sorriso
trouxe-me a Luz
que sempre nos uniu
e alimentou a nossa alma!

Choraste a saudade,
a dor de forte sentimento,
que só nós entendemos,
só nós sentimos!

Fizémos silêncio...
... nossos corpos se uniram
e naqueles momentos
provámos que nosso amor e nossos corpos
estavam mais rejuvenescidos que aquela casa!

José Manuel Brazão


Ana Bailune disse...
Há muitas histórias impregnadas nas paredes de velhas casas... algumas são lembranças felizes; outras, tristes. Mas tudo é história de vida. Belo poema!

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Te sentir nas pontas dos dedos



Cada letra que tocamos
É inebriante ato de teclar a que nos entregamos

Nos desejamos
Nos amamos
E assim voamos pelos mais altos céus
Rompendo barreiras
Ultrapassando fronteiras

Sinto tua presença como ninguém
Em cada palavra

Desenho teus gestos
Transformados em simples atos de teclar

Em algo tão terno
Que em cada verso
Vejo teu rosto
E sinto teu gosto
Assim
Na ponta dos meus dedos
Amado meu

E desejamo-nos profundamente
Intensamente
De corpo
Alma
Coração
E mente
Sem reserva ou contrição.

Nanda Costa

Espelhos


Mirei em teu espelho
Por dentro, me vejo
E será esse meu segredo
Aquele que se expõe
Grita, gira o mundo
E volta sempre pra ti
Marco em minha mente
Teu beijo de serpente
Pronto pra me devorar
Sorvo cada semente
Desmedidamente de ti
E transcendemos
Quebramos os espelhos
enfim.
Luciana Silveira


[....]

Espelho-me em ti,
viajo pelo teu corpo,
beijo-te com fervor
pelo amor
que me entregas,
pelas sementes
que existem em ti
e perdidos
Quebramos os espelhos
enfim.
José Manuel Brazão



Por amor


Enquanto adormecias aprisionei a brisa,
 calei os sons da noite escura e silenciei os violeiros 
para que a quietude embalasse teu sono.

Esta passagem para o desconhecido
um caminho vazio...
Somente de silencio e solidão!


Esta dor que comprime meu peito
 e muda o curso da minha errante alma...
O orvalho que molha meu corpo... 
Nele roubei a harmonia da brisa...

Nas trevas bradei pelo brilho das estrelas... 
Minhas lágrimas escondidas no canto 
dos olhos são águas que ficaram retidas num véu de pranto...
por amor e em silencioso lamento!

celina vasques

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Como um rio


Sagazes os lábios
que não respeitam o tempo
e se perdem
na imensidão do sentimento.
Brilhantes os azuis do céu
que em pecado voluptuoso
rasgam o sentido do sol
na sensualidade do momento.

Escorre o rio inquieto
no corpo da rocha ansiosa
estimulando-a para a festa.
Já na foz
entra vigoroso no mar
e se aquieta na saudade fogosa.

Libidinosas as vozes
que se entrelaçam no vento
e embriagam os corpos
que se acham nus ao relento,
cobiçosos de palavras de amor,
ávidos de um pouco de calor.


Vanda Paz

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Ainda não é hora... me escuta... me escuta...


Ainda não é hora, nem tão cedo será
Abre a janela, olha lá fora...respira...
Não desista, não desista da vida

Ainda não é hora, nem tão cedo será
A gente ainda nem se encontrou
Para ouvirmos juntas o Freddie cantar
E nem você me mandou aquela música do Raul...
A gente ainda não foi ao cinema, nem ao teatro
Você nem me levou para almoçar
Nem para passear em São Paulo

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Quero sentar com você no chão da sua sala
Falar de poesia, do Quintana, da Clarice, da Cecília
E a gente ainda não filosofou ... coisas que só a gente entende...rs

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Não te contei tudo sobre Paris, ainda preciso te contar
Te disse que foi a primavera mais linda que já vi?
E como tudo lá é romântico demais?
Você não viu todas as fotos....

Hei... vamos dar uma volta pelo seu bairro
Vamos juntas ao supermercado, a padaria
Vamos comprar seus cigarros... (arreeee)
Eu juro que deixo você fumar perto de mim
Mesmo eu ficando com falta de ar...

Hei... ainda não escrevemos uma poesia juntas
Eu não desisto nunca... ela ainda vai sair...

Hei... tá chovendo aí?
Aqui chove sem parar
Aqui tá chovendo demais
Aqui não para de chover.....
Está chovendo em mim agora

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Eu sei que você não gosta, mas posso rezar
Para Deus te curar??

Hei...estou aqui
Me chama e eu vou
A qualquer hora, a qualquer momento
Me liga... fala comigo

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Hoje é domingo, está um dia lindo
É verdade... está chovendo demaisssss
Mas o dia está lindo...é domingo...

Hei... vamos contar piadas?
Hoje quero rir muito
Vamos ouvir aquelas músicas bregas
que eu adoro...
Nossa... que saudade...

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Preciso de você para me acalmar
Para me mandar muitos beijos seus
Para dizer : "Tenha um dia lindo.."

Hei... não sei mais o que dizer
Só queria dizer... que te adoro demais...

Ainda não é hora, nem tão cedo será
Viva... Viva...Viva...

regina ragazzi

SUELI - Feliz aniversário

COMPLEXO 

Assim como o amor
Poetas andam por aí...
Sem serem descobertos,
O amor é complexo
O poeta mais complexo ainda
na complexidade de escrever sobre o amor.

O poeta complexo
fala de amor que complexo
deixa um complexo coração
bater descompassado.
Ou fala das Flores,
escondendo as confissões da Primavera.

É complexo para o poeta colocar:
Pudor e Nudez,
Sol e Lua
Socos e Beijos
Nos versos da mesma estrofe


Nas complexas mãos do poeta,
tudo vira poesia complexa:
Um toco, uma árvore, uma ponte.
O mar, as ondas, os ciclones...
A amada, a amante, o amor...
Tudo nas entrelinhas
de complexas poesias


O complexo poeta
rompe o grito de palavras fortes
com um doce beijo instantâneo
E a complexidade do amor.
transforma-se em emoção...
Nas mãos do complexo poeta!

Sueli Rodrigues


SU querida
Um dia muito feliz para ti!
Beijoo do ZÉ

Sorria pela Vida!


Vá atrás da sua verdadeira felicidade, não se prenda a ninguém.
Se necessário recomece, com novos planos na sua nova caminhada. Não desanime!
Pode parecer que tudo se acabou, ao contrário, novas oportunidades estão por vir.
Não desista de seus sonhos. A vida perde o brilho sem sonhos. Sonhe e vá conquistá-lo!
Arranje forças do infinito que nunca teve antes, procure motivos, seu talismã que te propícia ir à luta. Lute por aquilo que você acredita! Lute, abrace, arregace as mangas, vamos! Não procure motivos para desanimar, procure alegria constante.
Mantenha o entusiasmo, a sua autoconfiança de que tudo de ruim é apenas uma tempestade passageira. Logo, teremos os raios do sol brilhando novamente.
Sorria, você está conseguindo, não desista!
Podemos até perder algo muito valioso, que considerávamos antes muito importante. Você descobre que existem outros motivos a serem considerados e que pedem a nossa dedicação e nosso maior respeito. Pense nisso!
Podemos avaliar as perdas em vários ângulos, através de um relacionamento mal sucedido; uma profissão que nos parecia perfeito e por fim, não nos satisfaz; uma amizade que se acreditava confiável, um dia há de descobrir ou aprender que ainda temos muito para conhecer.
Quando tudo nos parece sem saída sempre encontramos a nossa força interior, ela que vai nos orientar para o melhor caminho.
É óbvio, que tem o momento de parar e recomeçar.
Às vezes penso que muitos não conhecem a sua força espiritual, vivem neste mundo como desconhecidos de si.
É como a minha vida que continua sendo de luta diária, mas nunca desisto. Quando me lembro de tudo que passei, vejo que valeu a pena viver.
Sorria, você foi escolhido pelo Pai.

19.02.2007
Graciele Gessner 

O falso sim


Ainda hoje
não consegui entender
por que disseste 'sim',
se na verdade
fazes o 'não'...

Será que não vê
o quanto você
machuca por querer?

Ah! Me desculpe,
mas as suas desculpas
são cheias de culpa!

Diz que me ama,
que gosta e sente falta,
e na primeira oportunidade
você relaxa
e se afasta!

Se isso é amor,
eu tenho medo!
Pois nunca vi amar
e se desleixar
a ponto de nem ligar
se o meu coração
sofre
e se distorce
tentando te entender!

Ainda hoje
não consegui compreender
por que disseste 'sim',
se na verdade
pratica o 'não'...

Se o sim,
não fosse assim,
era amor pra vida toda
e fim.

Mas como o'não'
prevalece em suas mãos,
saia de mim
e me esqueça assim,
depressa,
igual as suas palavras.

O amor
que você me dá
não serve nem pra chorar
Por isso
te dou um 'não'
para entrar em meu coração
e presenteio-te
com um 'sim'
para que fiques longe de mim.

Se o seu 'não'
fosse um 'sim'
daí meu grande amor,
saberias que
com sentimento
não se brinca assim...
Patricia Ximenes

Para que vou dizer???



Para que vou dizer
Que amo você?

Pra que vou dizer eu te amo,
Se tu ainda podes sentir
O meu imenso desejo de tocar tua pele
E as ondas do meu espírito percorrem teu corpo,
Transportando a mensagem,
Comovendo tua alma
Despertando a ternura do amor
transformado em lágrimas,
De alegria,
De prazer.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se eu choro toda vez que me tomas em teu colo,
Confusa pela emoção de poder te tocar
E não saber explicar,
Esse abraço do céu.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se ao toque de teus beijos,
Minha razão perde o controle,
Sendo meu corpo percorrido
Pelo arrepio estremecido do prazer.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se minha alma chama a tua,
Toda vez que sinto saudades,
E tu o sabes,
Pois não pode evitar.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se noventa por cento das músicas do mundo,
Já o fazem por mim.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se a lua sabe de tudo,
Pois percebeu,
Enquanto eu a contemplo,
Chorando sua falta,
Nesses momentos em que tu se fazes ausente.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se a aura da alegria que me envolve,
Só brilha quando enxergo teu sorriso.

Pra que vou dizer eu te amo,
Se tu dominas minha vida,
E me fazes ardentemente desejar
Ser tua escrava,
Servindo a ti na taça de meu coração,
O mais puro licor do amor.

Pra que vou dizer eu te amo?
Apenas para o mundo apreciar?
Pois teu corpo,
Espírito
E alma
Já o sabem.

Mas ainda assim
Eu vou dizer!
Para não restarem duvidas!
Eu te Amo!
Porque tu nasceste pra mim,
E eu,
Nasci pra você!

Nanda Costa 

O mais belo poema que escreveste na tua Poesia!

E eu conheço-a bem! rrss

Beijooo do ZÉ 


Multicores


NAS NUVENS!


A espera de um lotação,
Deparei com um arco-íris...
Cores vivas, vislumbrantes, vibrantes.
Que alegria!

Os pensamentos flutuando...
Trouxe  você à lembrança.
E esse amor sem fim!
Me invadiu...

E as cores do arco-íris
Vivas, vislumbrantes, vibrantes
dominaram a mente, feito sonho.
Viajei além das nuvens...

Aterrizei no fim do arco-íris
para encontrar o pote de ouro.
Que era você a minha espera...
louco pra me abraçar!
Quanta emoção!

Sueli Rodrigues

domingo, 26 de agosto de 2012

Ironia


Às vezes eu morro de rir,
De rir eu quase me mato,
Desatinadamente rio,
Até chorar.
De tanto rir.

Outras vezes, eu choro,
Até que eu me acabo
De tanta raiva, de tristeza
Eu me arranho e nem sangro
Choro, até rir.

E entre o riso e o choro,
Vejo o vermelho da rosa,
Vejo o negro do luto,
Vejo o branco da paz,
O cinza do desespero,
Me enredo nessa trama
Da vida, pobre novelo...

Às vezes eu morro de rir,
Outras, rio para não morrer.

Quem foi mesmo que pintou de azul
Esse céu? E para quê?

ana bailune
em participação especial

Ana querida Amiga
Tenho muito gosto de a publicar
como Poeta para além de Amiga e
nossa leitora habitual.
Beijo do ZÉ

Ana Bailune disse...
Uma linda surpresa! Muito obrigada!

Tão só...


O que me trouxe a noite
foi uma tristeza profunda
Uma solidão absurda
e inexplicável...

Eu sei que vai passar
Mas é tão ruim...

Escuto tantas palavras
Não digo nenhuma palavra
Guardo tudo para mim

Depois fico assim
Precisando de um ombro
De um consolo
De alguém que cuide de mim

regina ragazzi

sábado, 25 de agosto de 2012

Quando amanheceu...




Era noite dentro de mim
Um imenso vazio,um nada,uma solidão sem fim
Era noite dentro de mim
Noite sem estrela,sem lua
Eu vivia em uma escuridão profunda
Foi então que vi a tua luz
Luz que iluminou meu mundo
És o sol que faltava para iluminar minha vida
Não vivo mais na escuridão
O vazio que havia em mim foi inundado de amor
A solidão que me fazia chorar
Foi por ti transformada em pura paixão
Nos teus braços me encontrei
Revivi
Renasci
Tudo iluminou
O meu dia raiou
A eterna e solitária noite teve um fim
Amanheceu dentro de mim!

Nanda Costa

[....]


Viste a minha imagem,

que te pareceu;
a luz da tua vida!

O teu Sol raiou

e saíste da noite
de solidão sem fim!

Dias

e mais dias viriam,
sem entenderes,
que eu não era o Sol,
a luz, a esperança,
mas um homem,
apenas um homem
nesta Vida,
que valorizou a Mulher
generosa
carente de compreensão,
harmonia e amor!

Tudo isso te dei

e foste a Mulher
que muito amei
para conquistares
a vida sonhada!

Tudo me deste

em gratidão,
paixão e amor,
numa entrega
dum completar o outro!
..................
..................

Passou tempo ...


... e hoje existe

o amanhecer de cada dia,
dentro de ti e de mim!

Seguiremos sempre juntos,

com uma amizade de coração,
mas com destinos diferentes,
sempre com fé e esperança
que dias melhores virão
e que nos reencontraremos
num amor para além da Vida!

José Manuel Brazão



Ana Bailune disse...
É lindo, quando alguém se torna luz em uma noite de escuridão! Parabéns pelo belo poema.

Laços de amor



Um amor sem hesitação,
que nasceu no Lago da Paixão,
com a Lua a contemplar!

Amor crescente,
em que acreditamos,
seguimos sempre juntos!

Lindo sonho,
Sonho real:
amanheceu dentro de mim!

Amor por ti,
amor da minha vida,
em que a Lua apenas te sorri,
mas o amor não será vadio!

Acreditas
e já tens saudades do futuro,
com o teu sorriso,
para o poeta e as rosas,
dizes:
eu sou tua e tu és meu

e muitos poemas
foram escritos
sempre com laços de amor!

José Manuel Brazão

Um poema baseado em títulos de poemas de Nanda Costa e meus!



Laços


Laços me unem a ti,
Laços invisíveis..
Indivisíveis.

Laços..
Que todo mundo vê,
Sente..
Pressente..
O que está a acontecer.

Laços que traçam caminhos,
Nós de carinho.
Laços de querer bem,
De estar perto..
Mesmo ausente,de certo!

Laços que unem distâncias,
Laçando olhares..
Laços apertados de saudade,
Laços dos mais profundos beijos..
Laços de respeito,de desejo.

Laços..
Que apertam o peito na solidão,
Trazendo a lembrança,
O laço forte da esperança..
Laços da paixão.
E no teu olhar, amor,existem laços,
Que enlaçam meus olhos aos teus.

Laços..
Que envolvem meu corpo,
Enquanto meus pensamentos viajam,de encontro aos teus.
São apenas laços que me unem á ti..
E deles, nunca quero me soltar,
Que enlaçados estejam eternamente os dias meus,
Com teu doce sorriso..
E teu cativante olhar.

Enlaçando meu destino ao teu,
Num laço eterno de cumplicidade,
Numa eternidade de amar.

Nanda Costa

Apreço



Nestes dias em que aproximas
o teu eu de encontro ao meu
entro no encanto da sedução
então
seduzida e entregue
corpo e alma leves
plenas de vida e emoção
Quisera ter dito as palavras
impressas na mente
perdidas na nossa pressa
todas as palavras
desde o olhar ao toque
do beijo à tentação
do perigo ao desconhecido
inconseqüências
sempre tão carregadas de urgência
então partindo do desconhecido
ao gosto do já sentido
vivido
tatuado em nossos corpos
cansados de resistir
quero apenas te amar, sentir
nossos corações carentes compassados
tudo isso parece-me agora
resgatado
palavras são indizíveis
e bem sabem os amantes
que nesse instante
a junção das almas é etérea
eterna
nossas palavras descomedidas
incandescentes
as veias efervescentes
novamente os fenômenos caloríficos em mim
Passou muito tempo
e no entanto
não passou tempo algum
o que está perto consigo ver
às vezes entendo
noutras compreendo
mas sempre apreendo
relíquias do raro
nossas almas e nossos corpos
sabem que o amor é além
e quando muito tempo distantes
ficam dissonantes
preparam-se os abraços, os afagos
carícias guardadas num potinho de ouro
para nossos momentos de êxtase
então
consuma-me
e que seus braços me estenda
e que sua voz me conduza e acalante
para que seu membro vibrante
penetre novamente minha alma
sedenta de ti
e enfim
suaves ondas após o maremoto
nos conduzirão à terra prometida
você entregando suas palavras
só para que eu possa amá-las.

Luciana Silveira

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Estarás em mim!



Pela manhã
com um sol radioso
a invandir meu espaço,
olho a tua imagem
sorrindo para mim
com encantamento,
que preenche
meu corpo e alma!

Entrego-me a ti
neste caminhar,
que nos levará
até à estrada
do Futuro...!

José Manuel Brazão

_

O João e as rosas amarelas


Rosas amarelas (nunca estaremos sós)!

São as rosas que gostas:
rosas amarelas!
Belas
como o teu olhar,
o teu sorriso.
Belas
como os teus gestos,
as tuas atitudes.
Belas
como o teu amor!
Vejo rosas,
rosas amarelas,
ao meu redor.
O seu aroma
é o teu perfume.
Perfume que não me deixa
e tu que não me abandonas!


José Manuel Brazão
 (pensando no meu filho João que nasceu em 6.OUT.1972 e partiu
na viagem necessária em 24.AGO.1997).

A Mãe, eu e os irmãos Pedro e Paulo sentiremos sempre a sua presença!


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

A jóia polida


Com o passar do tempo tudo foi se transformando, quando percebi estava numa confusão. Tal confusão resultou na evolução pessoal, e mesmo que tudo tenha começado atrapalhadamente, tudo acabou entrando nos trilhos, pegando o caminho certo da vida.

No início via-me como uma joia bruta, sem valor algum. Hoje, passado alguns meses percebo o quanto a vida é brilhantemente interessante e saborosa. A vida não deve ser observada como algo irreal; a vida é a única capaz de nos permitir fazer algo que faça a grande diferença.

Confesso, sou feita de fragmentos; pessoas que cruzaram o meu caminho e que foram polindo a minha personalidade. Grandes valores são construídos em pequenas ações, muitas vezes capazes de fazer grandes transformações.

Todos nós temos uma joia bruta a ser polida...

Graciele Gessner.

Voltarei sim no dia da saudade



Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
no dia da saudade!

José Manuel Brazão


Para estar junto não é preciso estar perto e sim do lado de dentro!
Leonardo da Vinci

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Quando tudo realmente existe


Quando o saber se torna algo palpável,
ele se transforma em algo próximo do sentir.

Quando a confiança é por vezes colocada em dúvida,
tudo que gira em volta vira pó.

Quando tudo realmente existe
é quando o amor, o respeito, a humildade e a gratidão
andam de mãos dadas pelas estradas da vida.

Graciele Gessner
  
[....]

Quando tudo realmente existe,
parecemos sonhar,
mas existem
esses momentos felizes,
indescritíveis para nós,
mas apenas nossos olhos alcançam
e jamais esqueceremos,
que sentimentos tão nobres,
como o amor, o respeito,
a humildade e a gratidão
se afastem de nós
e assim continuaremos
com convicção
a estrada da vida
-essa realmente existe-
da nossa vida!

José Manuel Brazão

Além de toda a distância


Meu coração vive
em permanente paixão
neste vai-vem
do vento amigo
que leva amor
e traz a tua emoção!

Neste ao sabor do tempo
nada nos distancia
e o amor nos aproxima!

José Manuel Brazão

Minh'alma nua


Tua...e completamente nua
Minh'alma flutua e entrega-se
a essa paixão tão pura
vestindo-se dos mais loucos
sonhos os meus desejos mais
ardentes a procura de ti!

Tuas mãos
Tocando-me...
traçando novos caminhos
docemente
percorrendo meu corpo
tatuando em minha pele
versos que escrevi pra ti!


Nesse mar de desejos inatingíveis
e entre abismos profundos
as estrelas e a lua
- espiãs das noites escuras -
observam minh'alma nua...
completamente tua!

Celina Vasques

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Como posso...


Como posso te esquecer...
Se em teus olhos encontro o brilho
Que me fascina, como as estrelas ao anoitecer.

Como posso me afastar de ti...
Se minha vida contigo foi o paraíso
E agora esquecer-te não consigo
Pois sem ti não tem sentido.

Como posso dizer não...
Se não sai do pensamento
Este sentimento, que tocou meu coração.

Como posso disfarçar...
Se em tua companhia, esqueço-me de mim...
E minha alma flutua, como uma gaivota neste céu sem fim.

Ah, se eu pudesse...
Esquecer este olhar penetrante
Que num infinito instante
Tornou meu coração amante.

Com certeza minha vida não seria vazia
Os momentos seriam todos com intensidade
Em tudo encontraria alegria...
Esquecendo-me desta saudade.

Belarose

Alma viajante


Como borboleta no céu á voar
Minha alma andava perdida no espaço a procurar
Viajando dias e noite sem parar
Seguindo meu destino para o verdadeiro amor encontrar
Viajei por muitas vidas até encontrar você

Pude então perceber que és a razão do meu viver
E então a alma que antes era marcada por tristezas e dores
Agora por ti segue feliz a nova jornada
Minha alma que antes era triste encontrou nos seus braços um amor inteiro
Que a tornou verdadeira.alma que agora vive pra te amar..e amar

Ao nascer do sol

Estava eu ali deitada ao seu lado
Meu anjo
Meu amado

O homem da minha vida

Minha felicidade infinda
Meu amor de muitas vidas

Nanda Costa

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Pensando em ti



Em cada momento
o meu pensamento
está em ti!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o céu azul,
sorrindo para mim!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o sol radiante,
com muita Luz
que me cega de amor!

Pensando,
pensando em ti,
vejo a vida
com alegria,
com outro sabor!
Doce,
simplesmente doce!

Pensando,
pensando em ti,
sinto
na minha Alma,
amor e mais amor,
sinto
no meu corpo
desejo e prazer,
pensando em ti,
somente em ti!

José Manuel Brazão

domingo, 19 de agosto de 2012

Da vida


Da vida 
não duvido mais
Quero o cerne, a carne
Quero o que me é de direito
Da vida
Quero o leito
Rios, cascatas, mares
Quero bares
Da vida
Quero becos
Ávida de desejos
Comungo com deuses
Pequenos seres
Como eu.

Luciana Silveira

Então é você


Então é você
que bem antes de mim
diz o que eu queria dizer
tão bem quanto eu diria.
E quem diria?
Ainda melhor.
Acho que teu nome é poesia
e por isso todos te chamam.

Então é você
tua simples presença
preenche a minha existência
me faz ver o que eu não via.
E quem diria?
Ainda melhor.
Acho que teu nome é vida
e por isso todos te querem.

Então é você
quando fala
instala a compreensão
de tudo que eu seria.
E quem diria?
Ainda melhor.
Acho que teu nome é amor
e por isso todos te amam.

E quando todos te chamam
quem sou eu pra não chamar?

E quando todos te querem
quem sou eu pra não querer?

E quando todos te amam
“eu sei que vou te amar”.

 
Alice Ruiz