Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 31 de dezembro de 2011

FELIZ ANO NOVO 2012



Vivo em esperança...

Vivo em esperança cada dia
não querendo apenas existir!
Busco forças neste caminhar
para superar as pedras
que encontro
e que noutros tempos as originei!
Não as deixo ali
para outro as apanhar.
Serei eu a enfrentrar
as dificuldades da estrada da Vida!
Vivo em esperança
até ao final deste caminho...

José Manuel Brazão

Eu representando toda esta imensa equipa de Poetas residentes, Colaboradores especiais e jovens Autores desejamos a todos os Visitantes e mundo da Poesia um ano 2012 esperançoso!
Beijos e Abraços
José Manuel Brazão




http://www.youtube.com/watch?v=IVwsDhNNLtw 


Sonhadora disse...
Poeta
Que o ano de 2012 seja pleno de amor e felicidade...paz e prosperidade...repleto de realizações e sonhos concretizados...que a vida seja uma suave e doce melodia.
Um beijinho com carinho
Sonhadora

Querida Amiga e Colega
Já nos conhecemos há muito tempo
e agradeço imenso a sua visita neste dia!
Beijo carinhoso do ZÉ

O meu desejo?



Mais um ano que parte
num suspiro leve,
prateado,
num grito verde,
murmurado.
... (soprei para longe
as manchas da vida)
Entre as folhagens
de um novo ano,
respiro a esperança
num aroma encorpado e doce.
(fechei os olhos
e esqueci o amargo dos dias)
Como esses lábios,
que me embriagam
pela crescente saudade
apetecida
nos sentidos de um poema.
(existem momentos
que nunca se esquecem)
O segredo,
para eternizar o teu sabor,
é beber-te a tempo inteiro,
consumindo as palavras
que se arrastam no olhar,
e perceber a tua voz
nos raios de sol de cada manhã.

O meu desejo?
Que me bebas também
entre versos voluptuosos
declamados no meu corpo,
entre silabas murmuradas
pelos teus lábios nos meus…

….e que sintas o sol, como eu.

Vanda Paz


FELIZ ANO DE 2012 PARA TODOS
Vanda querida Amiga
Que os teus desejos
se realizem e eu possa
testemunhar nesta nossa
caminhada na Vida e na Poesia.
Beijo grande
do ZÉ



sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Sabor de fim de ano


Sabor de fim de ano
aroma de família
à mesa, a partilha
incita a alegria
das luzes natalinas
a ornarem o momento que acontece.

E dentro da gente amanhece
despertos os sentidos da infância
à espera pelo início da festa ao fim da prece
do instante de presentes à bonança
de ver todo mundo ficar tão arrumado
de todos tão bem se preparar...

...para um encontro com a família.
Torna-se pequeno o espaço
mediante a beleza do quadro
que estes dias são capazes de pintar.

Jacqueline Collodo Gomes


Jac
Que sejas feliz
são os meus desejos!
Beijoo do 

Meu Anjo e meu Menino!

Em cada dia
da minha Vida
penso em ti
cada vez nais!

Pela noite
ao deitar
e meditando,
sinto-te em mim!

Peço sempre
para continuares “anjo”;
um anjo daqueles
que não esquecemos
a sua imagem,
a sua bondade
e o seu Amor!

Assim
te vejo em mim
e reza sempre
por tua Mãe,
essa
que que nunca
te abandona
e por ti dará Vida!

José Manuel Brazão


Um momento dedicado aos meus Netos e a todas as crianças que conheci ao longo da minha Vida. Que elas possam viver com a dignidade de cidadãos do Mundo!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=EspVuNuq-y4


quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Almas gémeas pela Vida

O tempo passará
e no meu silêncio
amarei a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Viveremos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu 
como almas gémeas
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
da nossa Vida
hoje aqui... 
como Mulher e Homem
... amanhã
no além...
sempre almas gémeas!

José Manuel Brazão

Ciranda da nossa Vida ...


Nesta Vida
giramos e mais giramos,
nos encontramos
sempre nesse ponto:
o casulo do amor!

Tu, minha butterfly
vens sempre
com asas de amor
te aconchegar
no meu corpo
que te espera sempre!

Geramos muito Amor
que reflectimos na Poesia
e convivemos com ele na Vida!

José Manuel Brazão



http://www.youtube.com/watch?v=gwhDNWnjjFA&feature=related

O meu desejo?



Mais um ano que parte
num suspiro leve,
prateado,
num grito verde,
murmurado.
... (soprei para longe
as manchas da vida)
Entre as folhagens
de um novo ano,
respiro a esperança
num aroma encorpado e doce.
(fechei os olhos
e esqueci o amargo dos dias)
Como esses lábios,
que me embriagam
pela crescente saudade
apetecida
nos sentidos de um poema.
(existem momentos
que nunca se esquecem)
O segredo,
para eternizar o teu sabor,
é beber-te a tempo inteiro,
consumindo as palavras
que se arrastam no olhar,
e perceber a tua voz
nos raios de sol de cada manhã.

O meu desejo?
Que me bebas também
entre versos voluptuosos
declamados no meu corpo,
entre silabas murmuradas
pelos teus lábios nos meus…

….e que sintas o sol, como eu.

Vanda Paz


Vanda querida
Poema lindíssimo;
correm-me lágrimas!
Aplausos sempre.
Beijo grande
do ZÉ




http://www.youtube.com/watch?v=KGUoguBiNqo&feature=related



Sorriso para amar

Como é belo
olhar o teu sorriso!


Sinto-o
como um carinho,
um afecto, um beijo.


Estamos distantes,
estendemos as mãos
e ficamos próximos!


Olhamo-nos,
abraçamo-nos
e juramos
um ao outro
fidelidade
e felicidade,
sem fim…


José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=Zoq8LTu6G8M&feature=g-vrec&context=G2b2db1cRVAAAAAAAAAQ

Nunca nos esqueceremos...


Recordo o dia
que nos conhecemos,
como se fosse o presente!


Amanheceu em nós
um Sol
que nos iluminou
e virou
um grande amor!


Vivido
com sonhos,
realidades
que marcam
as nossas Vidas!


Um mar imenso
entre nós,
mas sentimos
a chama,
o encanto
desse amor!


E o futuro
Vai unir-nos
para sempre juntos
vivermos esta Amizade,
muito nossa,
que ninguém roubará,
e perdurará
para além da Vida!


Nunca nos separaremos,
nunca nos esqueceremos!


José Manuel Brazão


Jamais esquecerei as Poetas Portuguesas e Brasileiras que me acompanham na Vida e na Poesia *
Mariazita Caiano Uma amizade assim consegue rivalizar com o Amor.Bjs


Rosangela Colares Está tão lindo o poema.
Tudo que se escreve com o coração fica tão bonito.
Beijo



Sonia Schmorantz disse...
Quando se fala assim, com o coração, o resultado só pode ser bom, só pode ser bonito!
abraço

Sinto a sua Falta...

Sinto que estou só,
Sem você me sinto perdida,
Seu carinho me faz falta,
Meus desejos me sufoca,
Meus dias estão triste sem você.

Ando pela noite escura,
Não vejo ninguém,
Não vejo você,
Meu peito chora a dor de sua ausência.

Sinto-me fraca,
Sem força para proseguir,
Me vejo sozinha,
Vou seguir meu destino.

Meu coração estará a te esperar,
Se um dia você voltar,
Me entregarei a você,
Pois só sei amar você.

Acalenta

A noite veste-se de desejo / Abriu a noite

A noite veste-se de desejo

Na delicadeza
com que a tarde
se despede,
o corpo ganha
a vontade
de se estender
no horizonte.
Fecho os olhos
e embalo-me
no teu sorriso.
Sei que me anseias
nos teus braços.
Sei que vais alterar
o tempo
antecipando o gesto
da tua boca na minha.
Sinto que sou o espaço
que liga o real ao sonho,
que sou o corpo
onde te deitas
e descansas a alma.
Serei o que quiseres,
enquanto matarmos a sede
da mesma fonte.

O sol põe-se,
a noite veste-se de desejo.

Vanda Paz



Abriu a noite

Abriu a noite
e tive um sinal!

Passou tempo
sem a tua voz,
as tuas palavras
que me alimentam
a Vida!

Saudades,
muitas saudades,
do teu encanto,
do teu carinho,
dos teus olhos
cheios de esperança,
do reencontro
do nosso amor,
que sentimos
fortalecido,
muito querido
e muito amado
em nossos corações!

De mãos dadas
prosseguimos
o nosso caminho,
sem destino,
sem olhar para trás!

José Manuel Brazão


O Amor não precisa de traduções. Este dueto é seu sinónimo.
Parabéns aos dois.
bj
Eduarda

A tranquilidade renasce
e vive em cada palavra por vós deixada.
Um abraço aos dois
Vóny Ferreira


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Y6HWZ_wa_l4#!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Mistura comigo a alma...

Neste amor crescente
que a vida nos oferece,
vejo em ti
uma profunda convicção
em valores da Vida,
que me doaste
sem nada pedires!

Vês em mim
a Luz da tua Vida,
que procuraste,
sorrindo para o Sol
e com gratidão para a Lua!

E este Universo
de corpos e almas
deu-se o nosso encontro
para um futuro promissor,
sem tempo, nem limites!

José Manuel Brazão


http://www.youtube.com/watch?v=zraIiW1EcWE&feature=related 

Amor da minha vida!

O tempo passa
e no meu silêncio
amo a tua voz,
o teu pensamento,
o teu querer,
a tua paixão!

Vivemos
este amor ardente,
com admiração
um pelo outro,
com o desejo
de que o tempo pare
para nós saborearmos
este amor doce,
generoso
e carinhoso;
este amor único!

Seguiremos
nossos caminhos,
sempre unidos,
queridos,
como amantes
de uma só vida,
que nos uniu,
sorriu
e nos levará
até sempre,
ao pensamento
do meu e teu poema,
poema da nossa vida!

José Manuel Brazão

* Para a minha "Princesa da Poesia" desde o ano de 2002.

Meu nome é Mulher

Amanheço riacho manso
Águas límpidas descendo a serra
Tão logo curvo o monte
me torno em turbilhão.
Assolo, removo a terra,
desço lambendo a plantação,
borbulho sentimentos,
emoções cativas,
esfrio, aqueço,
chovo lava de vulcão.
Não caibo em mãos,
nem olhares
grito brisa,
cochicho trovão.
Sou fúria em versos
que escorrem
das águas do meu coração.

Sandra Freitas

[....]

Vida
muita vida,
no teu corpo e alma!

Acordas
tanto para viver
alegrias
como tristezas!

O dia passa…
a tristeza da manhã,
foi-se…
a noite é de alegria!

És mesmo um vulcão!

José Manuel Brazão

És tu e só tu, minha querida Amiga!
Como é bom ter pessoas assim na nossa Vida!
Beijo carinhoso do 

Querido amigo Zé, embora as vezes pareço distante, saibas que guardo-te sempre em meu coração e agora em minhas orações. Que Deus nos conceda a graça de caminharmos juntos por longos anos.
E se por acaso nossas vidas seguirem outros rumos, guardarei sempre com carinho a doçura no nosso encontro na vida.
Sandra







Amor na minha mão

Trago sempre comigo,
o amor;
meu velho companheiro,
para todos os momentos:
ilusões e desilusões,
encontros e desencontros,
aos desprotegidos e descriminados,
até para os que não me amam,
no meu silêncio dou amor!

Trago sempre comigo,
Amor na minha mão!

José Manuel Brazão




Recordando: UM DIA »» Eu e Vanda Paz




SÁBADO, 24 DE JANEIRO DE 2009

Um dia (onde lançaste sementes)

É uma realidade,
o teu livro,
a tua família,
os teus amigos,
todos testemunhando,
a tua felicidade.

Hoje
não escorregues nas lágrimas,
porque são de alegria!

Este é um dia,
um grande dia,
para não esquecer,
ficará na memória,
dos que te amam,
no local próprio.

Em tempos,
um dia,
um dia (onde lançaste sementes),
que o tempo não apaga!

José Manuel Brazão



* Neste dia a Poeta Vanda Paz estava no evento do lançamento do seu primeiro livro "Brisas do mar".


terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A saudade que carregamos

Por muito tempo levei comigo uma saudade que por vezes me golpeava e me tirava o sentido da vida. Por vezes, pensei que jamais reencontraria a pessoa em questão. Toquei a minha vida, jamais o esqueci. Andei pelos caminhos suspirando de saudade.

Ele me marcou e deixou uma profunda saudade. Guardei meus sentimentos para mim, mas não deixei de acreditar no futuro. Com a possibilidade de estar escrevendo, fiz deste passatempo meu refúgio, em cada letra digitada estampei a solidão, o amor, a esperança, o mistério.

Carrego comigo uma infinda saudade, que dela desabrocha a química perfeita, a atração sem igual, os beijos com aquele gostinho de desejo... Enfim, o término aconteceu. A despedida não desejada. As lágrimas não silenciadas. Nossos sentimentos não ditos...

Acreditei que um dia cruzaríamos o mesmo caminho, que nossos corações explodiriam os verdadeiros sentimentos. Infelizmente não é assim, a vida segue o seu percurso. Ninguém espera por ninguém. A gente se evolve com o primeiro que aparece em nossas vidas, mesmo que o envolvimento não seja intenso, e assim, esquecemos temporariamente daquela saudade. Será que ajudou? Ajudou naquela hora, como um escape de emergência. E agora?

Lembro-me dele, meus pensamentos se aceleram e fica visível que os sentimentos não foram esquecidos, o ponto final não foi dado. A vírgula em nossa história está presente, existem muitas reticências, muitas aspas enfatizando nossos bons momentos.

Por fim, não perdi a esperança de reencontrá-lo. O tempo pode passar, a juventude voar feito águia, mas meu coração cobrará de mim este amor.

Enquanto durar os suspiros existe sentimento...

Graciele Gessner.

Uma flor chamada saudade

Nem sempre
és a flor do meu poema
a flor Mulher!

Existe outra
que convive em meus dias
e é tua amiga!
A flor chamada saudade,
que no alvorecer
acorda com lágrimas
e vem o Sol
limpando cada pétala.

Uma flor mista de sentimentos,
que cuido com carinho,
para que não morra,
nem a saudade!

José Manuel Brazão

Peso de viver

Peso da minha consciência,
Que abomino!
Vivendo da abstinência,
Em que fujo desse mesmo viver,
Onde a alma sofre e só se quer perder!


Lavas Águas de fascínio,
Água sedenta e sem brilho,
Que não limpa nem respira,
Pó do Pó,
Lama do Sangue.


Tristeza dessa mágoa,
Que não chora e nem quer gritar!
Lágrimas finas de mar,
E as ondas que teimam em não querer voltar…

Marlene Carneiro

Procuro-Te

Procuro-Te,
mas não Te Encontro.
Sinto-Te
junto a mim,
em cada instante,
mas não Te vejo!

Andas por aí,
ajudando
este e aquele.

Não me abandonas,
mas outros
precisarão mais que eu!

Aguardo a Tua Luz,
que me encaminhe
nesta encruzilhada da Vida!

Procuro-Te
e aguardo-Te…

José Manuel Brazão


* Muita LUZ para as Crianças, que são as sementes do Amanhã!


http://www.youtube.com/watch?v=_INvcDB_v-E&feature=related
* Por favor paremos e reflectamos com este vídeo!!!

E tudo o vento (amigo) levou...

Conheci um vento amigo
que levava até ti
tudo o que esperávamos da Vida
em nós!

Tudo passou,
nada, mas nada
aconteceu , que valesse a pena!

Dei amor em vão,
e teu coração
mentiu, fingiu
e te fez sumir,
escondida da Vida!

E esse vento amigo,
que antes andava em vai-vém,
também cansou
e ficou junto de mim
apenas como meu vento amigo.
Só meu...

José Manuel Brazão

A minha mente guarda apenas tudo o que foi belo para mim na Vida.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

As árvores morrem de pé!

Já tanto caminhei,
muito conheci e vivi.
Sei dos sabores
e dissabores que a vida nos dá;
aprendi a viver!

Uma busca constante
de aperfeiçoamento
mesmo que custe sofrimento!

Luto
pela igualdade,
pela diferença
num misto de
tolerância,
compreensão
e perdão
que não têm preço para mim!

Quando partir
para além do azul
nessa estrada sem fim
quero ser como se fosse árvore;
as árvores morrem de pé!

José Manuel Brazão

As árvores morrem de pé! Como se morressem com tanta dignidade que nem a idade as curva, ou as derruba... E é assim que o amigo Zé quer partir, sem indiferença à injustiça e igualdade... Quer mostrar que também é merecedor desse previlégio.
Gostei muito do seu poema.
Abraços e Felicidades.

Marlene

ELE é tudo para mim...

Ele é tudo para mim,
o ar que respiro,
o amor que vive em mim,
a Vida, a minha vida!

Desembrulha-me

Desembrulha-me,
liberta-me a alma
em milhares de lágrimas
prateadas
e deixa-me ir,
ao encontro do sol,
enquanto esqueço o luar
dos meus olhos.

Desenlaça-me
das palavras
e deixa o poema ao alto
para que o vento o leve,
para longe,
enquanto soletras
as palavras
e fazes parar o tempo.

Desembrulha-me
encontra o calor
do meu corpo
e deixa escorrer a solidão,
enquanto os lábios
ancorados no silêncio
esperam os teus.

Desenlaça-me
os sentidos,
mostra-me o caminho
do sorriso
e transborda no meu peito
em maré viva de ti.


Vanda Paz

Se pudesse por ti...

Se pudesse por ti
faria e daria tudo,
tudo o que mereces,
não pedes
e assim tem valor infinito
cá dentro do meu coração!

Mulher enviada
para  na minha Vida ficar
e eu saborear
o quanto se pudesse por ti...

José Manuel Brazão

sábado, 24 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL





http://www.youtube.com/watch?v=oDaYIlz6Skk



Que lindo Zé!!
Obrigada por este lindo presente de Natal!
Deus abençõe teu Natal...que seja de muito amor e luz!
Beijo
Bea
Obrigado, Zé, pelas palavras e por compartilhar com todos seus sentimentos...Um lindo Natal a você e todos os seus.
Que 2012 seja um ano super para todos nós!
Abração*
regina ragazzi disse...
Saudade é assim, sempre presente em nós... Beijo grandão amigo
LUZ disse...
Boa noite Zé, Como está?
Há que tempos não falamos!
ENTÃO SAUDADE? QUEM AS NÃO TEM?
A SUA MÃE, A MULHER, QUE MAIS O AMOU, NÃO ESQUEÇA, FAZ PARTE DESSA SAUDADE, como é natural.
Temos de aprender a lidar e a viver com essas perdas.
Mas, a vida é uma caixa de surpresas e de vez em quando, traz-nos coisas boas, que compensam os maus momentos.
TENHA UM FELIZ NATAL, EM HARMONIA E EM COMUNHÃO E QUE O ANO DE 2012 SEJA DIFERENTE, PARA MELHOR.
Beijos carinhosos de luz.