Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 30 de junho de 2011

O falso 'sim'

Ainda hoje
não consegui entender
por que disseste 'sim',
se na verdade
fazes o 'não'...

Será que não vê
o quanto você
machuca por querer?

Ah! Me desculpe,
mas as suas desculpas
são cheias de culpa!

Diz que me ama,
que gosta e sente falta,
e na primeira oportunidade
você relaxa
e se afasta!

Se isso é amor,
eu tenho medo!
Pois nunca vi amar
e se desleixar
a ponto de nem ligar
se o meu coração
sofre
e se distorce
tentando te entender!

Ainda hoje
não consegui compreender
por que disseste 'sim',
se na verdade
pratica o 'não'...

Se o sim,
não fosse assim,
era amor pra vida toda
e fim.

Mas como o'não'
prevalece em suas mãos,
saia de mim
e me esqueça assim,
depressa,
igual as suas palavras.

O amor
que você me dá
não serve nem pra chorar
Por isso
te dou um 'não'
para entrar em meu coração
e presenteio-te
com um 'sim'
para que fiques longe de mim.

Se o seu 'não'
fosse um 'sim'
daí meu grande amor,
saberias que
com sentimento
não se brinca assim...

Patricia Ximenes


Sentimentos

Todos os dias
penso em ti,
como se estivesses aqui!

Anseio
por este amor
um amor em palavras,
como se fossem
cartas de amor!

Um dia
neste convívio lindo,
beijámo-nos,
muito…
…sentimos prazer,
olhámos fixamente
e sem palavras
mas com um olhar
de mil palavras!

Aquele beijo
será sempre
aquele beijo…

José Manuel Brazão



Saudade de amor é...


                                                  Saudade de amor é:
o suplicar silencioso da alma
querendo reviver na pele
momentos de paixão...


Anna Carvalho





Porque vivo em angústia?



Na sala de trabalho onde concentro o meu “mundo da criação de textos” muitas vezes dou comigo a reflectir com o que passa nos diferentes sectores da Vida: a ausência de paz, amor, tolerância, compreensão e tantos outros sentimentos…!

Fico triste, perplexo e chego à angústia!

Ao longo de muitos anos escrevia e usava palavras esperançosas, mas com tanto “caminhar” na minha vida já se me torna difícil de vestir as palavras de uma forma menos traumatizante e menos frustrante!

Sempre entendi que a minha missão de escritor seria a de levar até ao leitor temas de encanto, beleza, o amor verdadeiro e tudo o mais que após uma leitura a pessoa sentisse uma “terapia” para a vida diária!

Com a angústia que sinto no que vejo e ouço já tenho dificuldade de “despir o fato” do cidadão e ser um escritor “fechado” na sua missão de criador de ideias!

Tudo isto, porquê?

Pela tal angústia de ver um Mundo que não é o meu, mas que tenho de conviver com ele!

José Manuel Brazão

É caro amigo José Manuel o escritor é o porta-voz dos sentimentos das pessoas, do mundo. A realidade é crua e cruel, todavia, é preciso sempre acreditar que novos dias virão, ainda que o peso das intempéries sejam gritantes. Acreditar e fazer o nosso melhor sempre, pois nada no mundo importa (ainda que tudo desabe..) do que o amor que carregamos e transmitimos aos que nos cercam. E tu transmite isso pois és escritor na alma e no coração, queira ou não...Deus dá "asas" as mãos de quem Ele quer..hehe!! Parabéns!! Boa noite, um grande abraço,

Suziley.




A razão do silêncio



Será o silêncio a concha que guardarei minhas palavras,

Calo-me diante de teus olhos que por vezes não ouvem,
Serei a ausência de versos, o silêncio das mãos franzinas

Lançarei a concha de letras nas águas do mar da vida,
Será ele a trazer nas ondas a razão das palavras sentidas,
É preferível fazer o silêncio à dizer frases vazias.

Calo-me diante dos rumos que segue os teus dias,
Costuro a boca do peito com os fios da sabedoria
Guardo p'ra mim tão somente as dores e agonias...

E quando dúvida tiver quanto a força das ondas bravias,
Busque no mar a concha nela haverá a palavra amiga,
Saberás a razão do silêncio, acharás a pérola tesouro da vida!


Anna Carvalho

"Felizes daqueles que são prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar"


Anna
Um belo poema com reflexão importante sobre a Vida!
Sinto-me muito feliz com a tua evolução poética.
E fundamental para nós Poetas é merecermos o respeito e a admiração dos Colegas.
Sinto que conquistas diariamente tudo isso e eu nos bastidores contemplo a tua promissora carreira!
Beijo grande

......
Meu querido Zé,
Agradeço tuas bonitas palavras, é um poema que fala da sabedoria que é adquirida com o passar do tempo, e quão preciso é o silêncio...Coisas que aprendo com tuas orientações na vida e na poesia!
tem muito de ti nesses versos, acredite!
beijão,
Anna.

Chama viva


Cruzámos nossas vidas
gerámos o nosso amor
acendemos a chama,
a chama de amor,
sempre viva
na nossa autenticidade,
convicção e dedicação,
dum sonho lindo
que o destino tornou realidade!

Chama de amor
Sempre viva,
que tu e eu
somos seus donos
e donos do tempo
que há-de vir!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Não consigo calar!

Não, não consigo calar,
a voz do coração
com as palavras
que devem ser ditas
ou escritas,
no monento certo,
para que vejas em mim,
que me dou a ti
de corpo  e alma!

Não, não consigo calar,
a voz do coração,
enquanto houver Vida em mim!

José Manuel Brazão








O silêncio pode ser poderoso!

Essa pessoa briga e grita como uma galinha ou olha e silencia, como um lobo? 


Lobos não gritam. Eles têm a aura de força e poder. Observam em silêncio. 

Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio. 
Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas. 
Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos. 
Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis. 
Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota. 
Olhe. 
Sorria. 
Silencie. 
Vá em frente. 
Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar. 
Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso. 
Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) idéia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques. 
Não é verdade! 
Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que reagir. 
Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal. 
Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça. 
Se escolher o silêncio verá que, muitas vezes, ele pode ser poderoso...
"Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos 
escravos de nossas palavras"    A.D.

Ceiça Sousa


Ceiça amiga
Muito grato pelo seu texto belo!
Beijo do ZÉ

À minha amiga ilustre

Dia frio, triste e vazio,
logo pela manhã ouço as batias na porta
É ela!
Amiga antiga,
confidente de segredos,
companheira dos meus sofrimentos...
 Hoje após recebe-la,
dispensamos o café da manhã,
preferimos remoer dores de amores tristes...
fizemos planos,
de morte, confesso, porém planos em dupla!
Belo dia! Disse a confidente,
após um longo suspiro satisfeito...

Fria, inerte, ao observar minhas lágrimas...
Volta como se nem tivesse partido (penso eu)
ela, sabe tudo de mim,
parece amiga de infância,
ás vezes me pego á pensar
que por mim sente grande apreço...

Faz questão de relembrar meus medos,
fracaços, tropeços...
Hoje é mais um dia,
que ela chega sem avisar,
gosta de fazer suspresas um tanto quanto tristes..
Ela vai e volta quando pode,
nunca me abandona essa fria amiga;
Que atende por DEPRESSÃO!

Anna Carvalho
Para apresentar este Blog com a dignidade necessária quer  em apresentação como em conteúdo tenho de ler muitos Autores e seus textos respectivos. No  princípio de Fevereiro deste ano li este poema. Parei , olhando para o que estava diante dos meus olhos de Poeta.
Vi e senti que estava perante uma grande Poeta,  divina na sua escrita!
Contactei a Anna e expliquei-lhe a minha opinião e ela que agora pretendia iniciar a sua carreira com regularidade ficou entusiasmada e não mais parou!
Sim, não mais parámos na Poesia e na Vida!

José Manuel Brazão

E sou tua / Tu és minha


Open in new window
E sou tua,
Teus olhos ganharam os meus
Cativaram meu gosto
amaram meu corpo


Encontrei em tua boca
a paz que sonhei um dia
em tua alma
o reflexo da minha


Eternamente tua,
amante de teu sorriso,
enamorada de teus olhos
Amor em tua vida!
Anna CarvalhoOpen in new window


Somos
eternos amigos,
companheiros
e amantes!

Sinto-te
a qualquer hora,
em todos os instantes,
neste lindo amor,
como nunca tive!

Amor com desejo,
deixando
para outro momento,
o prazer…

Sentes
a confiança que precisas,
o conforto do meu olhar,
das minhas palavras!

Muito nos separa,
muito nos une,
mas
tu és minha
e a porta não se fechará!
José Manuel BrazãoOpen in new window

Flor do nosso jardim

Como  é bela a Vida,
que nos permite viver,
sentir e amar
essa flor que cresce entre nós
cada vez mais viçosa,
graciosa,
recebendo esse Sol
e doando a Luz,
que nos aquece o coração
e ilumina o nosso amor!

Flor do nosso jardim,
jardim do nosso encanto,
banhado pelo lago da paixão!

José Manuel Brazão

terça-feira, 28 de junho de 2011

Belo sonho

Léguas de distância separam meu corpo físico do teu
Mas nossas almas inteligentes e faceiras,
Numa tentativa enlouquecida de saciar a sede do amor,
Nesta noite se encontraram...
Voaram uma em direção a outra
Transpassando o oceano da saudade,
vagaram por dentre as nuvens no escuro azul da noite
Atravessaram estrelas e corpos celestes
Nalgum lugar doutro mundo perderam-se em amor
Em beijos apaixonados e toques ardentes
Lá onde o tempo não corre e a vida não passa...
Dentre versos declamados aos quatro ventos
Fazem forte juramento eternizando esse amor.
No caminho de volta aos nossos corpos,
dançaram pelas estrelas, beijaram ao olhar a lua...
Sobrevoaram de mãos unidas montanhas e vales,
Desertos e mares..
E por fim
Abraçaram-se longamente ao silêncio da despedida...
Seguiram caminhos opostos,
Ao chegar serenaram nossos corpos!
Retorno feliz desse sonho,
sabendo que pela noite vago ao teu encontro
Afinal toda distância é nenhuma para duas almas enamoradas.

Anna Carvalho

Ser interessante

Desde sempre
te achei interessante.

A tua beleza
está na sedução,
na simpatia,
na serenidade,
no brilho do teu coração.

O meu
fica palpitante,
muito palpitante,
quando me dizes:
para me cuidar…

José Manuel Brazão

Zé,
Sabe o que fascina em teus poemas?
A naturalidade que com que o amor é "colocado" em cada linha, sem rimas forçadas, sem parecer uma coisa que não é sentida.
Aos que sabem ler e interpretar um poema de amor, ou de esperança, ou seja qual for a mensagem que queira passar, pode-se perceber que seus versos são o espelho da tua alma de poeta.
Te admiro tanto!
Beijão
Anna

O silêncio que me rodeia...

O silêncio me rodeia,
convive comigo
há muito tempo
como amigo
a que já me habituei
e resignei!

Vou à janela
virada para o Rio Tejo,
vejo as águas serenas,
chuva a cair,
que deixa um cheiro,
invulgar, confortante
que me serena,
me relaxa
e me leva a pensamentos
distantes e recentes.

Vejo imagens
de tempos que não se apagam
e de um presente doloroso,
mas que me deixa uma luz,
que mostra a esperança
a sorrir com a Lua,
iluminando
meu corpo e alma,
sentindo eu as forças
para amanhã
continuar a minha caminhada,
sem hesitar, sem parar!

José Manuel Brazão