Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Vento amigo


Vejo a tua imagem

sempre em mim;

penso e escrevo

o amor que me envolve

as nossas vidas

e te envio

por esse vento amigo

minhas palavras

em poemas

que atravessam este mar imenso

e chegam a ti

pousando em teu colo.

Abraças e beijas

cada uma delas,

acaricias

como se fosse meu corpo!

Olhas o horizonte,

fixas o mar,

esperas pelo vento

que me trará

teus pensamentos

de paixão e amor,

que guardavas em teu coração!


E este vento amigo

de mim tudo levou

e de ti trouxe a esperança

de sermos felizes

no resto dos nossos caminhos!

José Manuel Brazão


Cada dia que passa vivemos mais próximos, não pelo vento, mas porque o destino é assim mesmo!


Si disse...
Que lindo... lindo... lindo...

vc superou todas minhas expectativas...
Muito lindo, delicado e com essa música no fundo ficou maravilhoso...
Beijão bem grandão....
Com muito carinho da Si



Poeta dos mares

Poeta dos mares
que trazes o brilho
das estrelas nos olhos,
que trazes
a força das marés
nas palavras...
nos versos que escreves.
Navegador
dos meus sonhos,
descobridor
dos meus segredos
Entrega-te à onda
do pensamento
E vem... navega até mim...
Carrega no teu barco
o azul do céu, o calor do sol
o grito das gaivotas
E vem, meu amor
que eu
estarei em terra
despida do Mundo
despida da vida
de braços abertos
à tua espera...
Vanda Paz
Vanda
Um poema maravilhoso.
Beijo com carinho
do

sábado, 29 de janeiro de 2011

Retrospectiva da sua ausência


Faz um ano, sexta-feira, seis horas da tarde, sinto-me indisposta, sem forças, sonolenta. Sintomas estranhos. Há um pequeno cogumelo branco, perfeitinho, na lateral da porta. Muito curioso...



Na madrugada de sábado, a notícia foi dada e a incompreensão nos deixa desorientados. Aprendi que toda notícia ruim chega nestas horas. Chega para tirar a paz, chega para agitar.



A vida, a presença de Deus, o entendimento dos fatos, a confirmação de que estamos de passagem. Não estamos aqui para viver eternamente, estamos para cumprir a nossa destinada missão. No final, o que resta são as memoráveis recordações, e a compreensão de que tudo valeu a pena ser vivido.



Enquanto houver mistério, haverá motivo para viver. A morte é só mais uma passagem para um novo projeto de vida.



A saudade ficou e a sua ausência permanece viva.


Graciele Gessner

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Recomeçar é preciso...


Uma tristeza profunda me abateu,
Já descobri o motivo.
Preciso 'calar-me'
Não posso expressar,
Não posso...,
Não devo,
Não tenho este direito...
Estou-me destruindo,
Estou dizendo 'adeus' ao mundo.
Recomeçar é preciso...
Sempre!
Agora!

Graciele Gessner


[...]

Passa o tempo
e vivo com saudades,
do que vivi,
do que amei,
de quem conheci
e de quem tolerei!

passa o tempo
e vivo no encanto
de quem me ama,
da vida
que ainda não vivi,
com saudades do amanhã
e recomeçar é preciso!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

O amor tece


O amor é insaciável pecado
Peca por querer
Peca por prazer
Peca por não ter
E assim o amor entontece
Nos fortalece
Nos enriquece
Nos entristece
Nessa toada de amor
Perdemo-nos
E também achamo-nos
‘meio perdidos’
Na aventura de amar
E de sermos amados
Já que é isso que buscamos
‘um retorno’
Desejo de provar um pouco
Do amor que doamos.

Patrícia Ximenes

Pensar que sou...


Acordei
como um homem só!
Dou passos na casa;
vou até à janela:
admiro o Tejo!
Dou mais passos,
não encontro ideias!
Apenas a palavra “ só “.
Sento-me
e pego em poemas,
nos teus poemas!
Aconchego-os ao meu peito,
com amor;
o amor com que os leio...
Em cada um
sinto-me personagem!
Sonhos, ambições...
Por instantes
quis pensar que sou...
a personagem ...!
Apenas acordei
como um homem só!

José Manuel Brazão

domingo, 23 de janeiro de 2011

Sem magia o que seria a Vida?


Há alguns meses tudo mudou. A vida perdeu aquele brilho estampado nos olhos, aquele sorriso já não se faz mais presente, e tudo que era, ficou nas lembranças.

Olhos esbugalhados, assustados, sem cor, sem vida. Semblante fechado, sério, sem aquele aspecto gracioso. Aquela magia tornou-se tempestade.

Tudo que era vivo, colorido, cheio de emoção, hoje se resume em cinza, opaco, sombrio. Até o sol não brilha como antes, parece que a cada dia perde a sua luz.

Tento ser sólida, tento não me abalar, tento ser forte. A sensação é terrível, como se o fundamento tivesse evaporado e a responsabilidade cobrando uma atitude.

Sem magia a vida perde a sua graça. Seria o começo de uma nova magia o nascimento? Seria o ato de vir ao mundo, crescer e desenvolver-se? Seria isso o despertar de uma saborosa magia? Seria esta a verdadeira origem da chamada magia desta vida?

Vou caminhando por esses caminhos desconhecidos, tendo a impressão que nunca estive preparada, que a responsabilidade e o amadurecimento não serão suficientes.

É preciso fazer desta vida o seu momento, de cada segundo a renovação da magia.

Graciele Gessner




Graci
Estou contigo para te fortalecer as palavras (ideias) frágeis que expressas no teu texto!
Beijo do ZÉ

Enquanto morre o poema


Crescem-me as árvores nuas no olhar
Seca-se-me o mar alto nos lábios
Enquanto a lua se espalha num corpo ausente

Crescem-me as asas de águia solitária
Seca-se-me o grito na boca magoada
Enquanto o vento me abraça, vazio

Cresce-me a liberdade no sangue frio
Seca-se-me a coragem nas mãos encrespadas
Enquanto o poema, declamado pelos dedos, morre.

Vanda Paz

Coisas que nos levam...


Há coisas que nos levam,
pela entrega que demos,
usando empenho,
carinho, amor
como se fossem um filho!

Assim uso na vida
as forças e os sentimentos
para o desempenho
de missões no meu caminho!

Dou tudo de mim,
o corpo e a alma,
sempre com um sorriso
no equilíbrio
do querer, do acreditar
para servir causas
a bem do próximo,
para meu contentamento
e encantamento!

Quando se aproxima o fim,
meu corpo dói,
minha alma sofre;
um pouco de mim
é levado,
perco – talvez- o meu EU
e hesito se recupero
ou se não devo olhar para trás!

E na memória do tempo
apenas sereno,
porque o que perdi
já não é meu,
mas pertence
ao Universo!

José Manuel Brazão

Rosa perfumada


Todos os dias eu estendo meu olhar
para além das belas montanhas
e sigo rumo a mais distante
Caminho descalça por entre as pedras
cheia de esperança vou colher flores
sigo desolada rumo ao sol nascente
E antes que ele seque o orvalho da manhã
minhas mãos sangram entre os espinhos
procurando pela minha Rosa perfumada
Colhi tantas que nem sei
Mas a minha eu nunca encontrei
Aquela que espero levar-me nos braços
para perfumar a minha tão triste vida
Antes que eu não tenha mais força
para caminhar sozinha...

NEUSA

Palavras que escrevemos!


Quantas palavras foram ditas
Muitas frases de amor foram escritas

Inúmeros anseios em uma simples folha de papel
Belas palavras,que me levaram por muitas vezes a visitar o céu

Um poeta e uma poetiza
Deixando registrado no tempo,todo amor
Toda saudade,toda dor.

Poemas...
Poesias...
Pensamentos...
Sentimentos...

Lindas palavras...
Jogadas...

Atiradas ao vento....

Nanda Costa


[....]

Foram tantos
e tantos poemas,
poemas de amor
que te fiz!

Tu e eu
nascemos para a Poesia,
para encantar os outros,
alimentando as suas almas!

Quantas vezes
sofríamos nas nossas Vidas
e a inspiração,
superava tudo isso!

Os poemas que te fiz,
sentidos pela voz do coração,
derramaram amor,
muito amor,
que te comoveram
e davam forças
para sair de ti
Um outro poema,
suave,
expressivo,
emocionante,
iluminando
quem o lesse!

Dos poemas que te fiz,
ficam os sentimentos,
nas palavras
que o Poeta não renega
e guarda em seu coração!

José Manuel Brazão

sábado, 22 de janeiro de 2011

A tua busca


Procuras na tua vida
esse caminho ideal
que se chama destino,
e te faz viver
insegura, carente,
e quase perdida
por ainda não o teres descoberto.

Vai sempre àquela fazenda
que tu conheces bem
e que eu imagino;
reflecte sobre o bem e o mal
que te aparece.

Pensa,
pensa bem
em ti.
Ama-te
para amares a Vida
e quem te quer
incondicionalmente
seguindo teus passos,
sonhos, anseios,
quereres e sentires!

Um dia destes
sorriremos,
porque teus passos
já os sentes
e avanças decidida
conquistando
tudo o que sonhaste,
ansiaste e desejaste.

Esse amor
que andava perdido por aí...
... virá finalmente
Incorporar-se em ti!

José Manuel Brazão

Cansaço de um coração



Busco sentimentos doces
Que preencham
( o vazio )
Do meu coração cansado
De amar um ‘pouco demais’
Muitos corações...
a-v-e-n-t-u-r-e-i-r-o-s
Imaturos e sem compaixão
Que fácil se deixam levar
Por pobres ilusões
de outros...
Que não sabem compreender
O verdadeiro sentindo do amor
Do amar com toda a dedicação
Do entrega-se com alma
Do cuidar com muita calma
Da rotina que...
‘Todo Dia Vem’!
E nos desafia...
‘Sem piedade!’
Nos conduzindo mais além
Não importando a idade
Se é jovem ou mais vivido
Se já sofreu ou...
(Amou Bonito)
O que importa é que busco
Procuro sentimentos doces
Com gostinho de nuvem rosa
Pra que eu possa sossegar
Descansar onde muito se gosta
No aconchego de um ‘carinhar’
Pra que assim eu sempre possa
Amar,
Amar,
E mais amar!

Patrícia Ximenes

Filhos


Melhor recanto do meu peito
Por nada, neste mundo
Em troca do nada que me derem
Do muito que já me deram
…Agradeço tanto amor,
Tanta doçura
Braços abertos de ternura
Por eles tudo, tudo faço
E tudo imploro
…A quem saúde tenha
Para lhes dar
Não sei descrever
…Tanto amor, tanta ternura
Olhos que me enchem sem igual

Que o mal
Nunca lhes toque
Poderiam ver o meu instinto animal.

Cristina Moita

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Coração de amante


Durma devagarinho meu amor
Um vento morno vai invadir teu quarto
como um lençol cobrir-te o corpo
abraçar a rigidez da tua alma
E fazer-te brilhar mais que o sol
até as estrelas caírem dos céus
aquelas que recolho dos teus lábios
para a iluminar os meus
Acorde meu amor, acorde...
A felicidade tem lugar nos corações
dos amantes!

NEUSA
em participação especial

Dias melhores virão!


Olho-te fascinado
com as tuas palavras,
com sorrisos
e lágrimas…

Sinto-te
mulher de luta,
mas,
sempre um mas,
no tempo,
os dias não são iguais,
e tu
nuns sentes-te só
e correm imagens mentais,
passam por ti
pessoas e páras em mim:

Sorris, choras,
vês meus abraços abertos,
vens para mim,
abraço forte,
olhamo-nos,
beijamo-nos,

E digo-te
olhos nos olhos:
“dias melhores virão…”.

José Manuel Brazão


Lembrar é fácil para quem tem memória,
esquecer é difícil para quem tem coração.
(William Shakespeare)

O Mundo está louco!


O título da crônica já reflete muitas ideias, pelo menos em muitos casos o mundo anda completamente maluco! Porém, vou dar ênfase ao tema muito abrangente, as oportunidades e vantagens que ganhamos no transcorrer da vida.

Você já reparou como surgem invejosos quando recebemos vantagens de alguma situação? Já reparou que tudo se torna conturbado quando as oportunidades não são igualmente distribuídas? Já percebeu que sempre tem um louco em seu caminho criando polêmica só porque se acha injustiçado? É perfeitamente compreensível quando estamos rodeados de pessoas incapazes de lançar algo novo, ou de realizar algo diferente.

Se você for uma pessoa dinâmica vai entender que quanto maior é a nossa capacidade, maiores são as chances de recebermos oportunidades. Independente se isto é ou não oportunismo, a oportunidade ou a vantagem adquirida em muitos casos é ofertada, ou até mesmo, nomeada. E quem muito reclama é porque não chegou ao mesmo nível que o seu.

Particularmente, sinto-me realizada por todas as oportunidades e vantagens que obtive através das minhas próprias qualidades, fiz por merecê-las. Neste mundo perturbado e dinâmico é até insanidade que ainda existem pessoas que só pensam em fazer o mal ao seu próximo e não criam as suas próprias oportunidades.

Penso da seguinte forma, o universo conspira ao nosso favor todos os dias; o universo conhece a nossa real intenção e fornece as devidas vantagens.

O fato é que o mundo está louco por oportunidades e vantagens fáceis. Isto é fato, isto é a vida.

Graciele Gessner

Sonho tão real


Sonhei que estava em uma ilha encantada
Tudo era fantástico e tudo me fascinava
O rio começava a evaporar,suas águas
Transformavam-se em nuvens que aos poucos
Entregavam-se aos braços acolhedores do vento.

E eu flutuava nas aguas densas,calmas,
Atenta aquele momento,curtindo cada sentimento.

O amor pairava no ar,as pombas voavam sobre
Minhas mãos e como em um toque mágico,elas
Cantavam e através de seu canto,podia-se
Traduzir: seu amor te espera na beira-mar,
Ansioso, para te ver e assim te amar.

A alegria tomava conta de mim,tudo era
Tão real,tão deslumbrante não devia ter fim.

Ali meu sonho iria se realizar,em seus braços
Eu iria me entregar,saciando meu amar.
Mas tudo não passou de um sonho,que eu
Tivera,e assim acordei e tudo acabou
Mas por uns momentos eu vivi o amor.

Espero que algum dia eu volte a sonhar
E nesta ilha encantada voltar
Mas ao teu lado eu quero estar
E para sempre,todo sempre te amar.

Belarose

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

O amor...


Como são delicadas as declarações de amor!
Belas como o desabrochar de uma rara flor
Quando expressas com carinho e paixão
Tornam-se puras, lindas, cheias de emoção.

Como é bom um sincero olhar apaixonado
Fixo, seguro, sem rodeios, compenetrado
Buscando do momento a mais pura perfeição
Olhando nos olhos e tocando o coração.

Como são belas as descobertas no amar
Coincidências que surgem pra aproximar
Afinidades, igualdades, o beijo e o sabor
O abraço, cheiro da pele, aquece o calor.

Como são únicas as provas de amor
Coragem, ansiedade, entrega e temor
Incerteza de um amor correspondido
Certas loucuras pra um amor desmedido.

Patrícia Ximenes


[...]


O amor
é um sentimento
para viver
e fortalecer!

O amor
é vida!
Não é teatro,
para haver ensaios!

O amor
não é um lamento,
mas uma convicção
em que fala o coração!

Sem amor
a vida não faz sentido!

José Manuel Brazão

Primavera na alma


Frescor de orvalho,
sons voláteis,
notas em matizes e aquarelas,
braços sonoros do meu Amado...
Distinguido entre entre dez milhares,
Galgando os montes, pulando os outeiros,
sussurrando meu nome, escrito na chaga aberta
da sua mão direita.
Vem anunciando flores, abrindo portas
devastando a escuridão....
Meu Amado tem o perfume da ressurreição
É forte como o leão
e amável como o cordeiro
Meu Amado me toma em seu regaço
e segreda-me seu amor dissipando meu inverno.

Sandra Freitas

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Amor natural


Grande como o infinito o amor invade
E absorve-nos como Sol faz às cores
Que nem água ao adentrar-se nos poros
Como o cheiro do néctar das flores

Enlouquece o desejo de amar
Não arrisca inquietação de querer
Em ilusões perfeitas de contentamento
Para sutilmente apaixonar-se em viver

Seguidor de alegrias fantasiadas
O amor diverte-se com dedicação
Envolve, apreende e surpreende
Nos torna derivados de emoção.

Pinta-nos de paisagem admirável
Colorindo os ares onde se passa
Levando o sentimentar ao vento
E o amor transbordante cria asas.

Patrícia Ximenes

O timbre da rosa


Nem todas as rosas têm cheiro
Nem todas são encarnadas
As rosas que eu gosto mais
Estão no meu peito amarradas

Há rosas de todas as cores
Uma alegres
Outras choradas

Tuas rosas, meu amor
Tem tudo
E não tem nada

Tem a forma
Do teu sorriso
Na tua pena gravada

Têm choro
E tem granizo
Da noite
E da madrugada

Seu cheiro parece um guiso
Que toca a cada rajada
Quando toca
Tem um timbre
Que acorda
A lua zangada.

Cristina Moita

Um barquinho de papel


Lá vai um barquinho de papel
dentro dele um coração tão pequenino
ele vai navegando num rio
Às suas margens uma flor orvalhada
corre em direção ao mar
pálido o rosto, negros os cabelos
Olhos marejados guardam um segredo
ela não sabe esquecer
apenas onde esperar...

NEUSA

em participação especial

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Marcas da paixão


Inevitável é
ter no corpo as marcas
de uma intensa paixão
marcas profundas
seladas no coração
como não senti-las na alma?
profundas,amargas
que queimam no peito
trazendo descontentamento
mas ao mesmo tempo
felicidade em tê-la tão doída por dentro
paixão tatuada em mim
por um anjo lindo
querubim
que marcou com teu sorriso
meus dias e noites sem fim
marcando meu futuro
roubando meu mundo
me tirando o chão
marcas no corpo e na alma
na mente e coração
marcas
de uma linda
e mágica paixão.

Nanda Costa



[....]

Tu mulher de paixão
eu suando amor,
deu um grande amor!

Vivemos este amor
em nossos silêncios,
com sofrimentos,
com lutas interiores,
mas com corações
entregues a este amor,
arrebatador,
lindo e profundo
que nasceu
de uma linda
e mágica paixão!

José Manuel Brazão

Emoção que se foi!


Ah! Meu grande Amor
Por que levaste a emoção?
Se era para ser tão sem fim
O que fizeste com o coração?

Bagunçou com inverdades
Mexeu com a sua lealdade
Desarrumou com sinceridade
Não me doou sua metade.

Patrícia Ximenes

em participação especial

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Esta saudade...

Esta saudade
de ti, longe
me enlouquece,
mas o amor fortalece!

Esta saudade
de ti, me aproxima,
quando te ouço:
te amo…
Me serena,
mas fica saudade!

Esta saudade
não vai embora,
nem a paixão,
nem este amor
ardente,
de chama viva,
que nos ilumina
neste amor
nosso,
muito nosso
mesmo
com esta saudade…!!

José Manuel Brazão



domingo, 16 de janeiro de 2011

Esperando por mim


És a mulher
que me compreende,
tolera, serena
e pacifica minha alma!

No teu canto do silêncio,
preocupas-te comigo,
confortando
os meus anseios,
os meus desejos
de amar
de te amar,
mas por vezes perdidos
e agora reencontrados!

És a mulher
que me perdoa,
o desencontro com a vida,
seduzido por paixões
umas vezes levianas,
de puro prazer
e nada mais!

És a mulher
enfim;
que me deseja
no teu canto do silêncio,
vagueando pelo passado,
tão recente,
que eu ia perdendo,
se não fosses um anjo,
o anjo que um dia
me apareceu
em nome da Paz
e ficou pacientemente
Esperando por mim!

De braços alongados,
envolveste meu corpo
e disseste:

Sou eu
o amor da tua vida,
confiante
e esperando por ti!

esperou... e hoje acompanhamo-nos sempre, mas em caminhos paralelos. Valeu a pena!

José Manuel Brazão


As palavras que te deixo

Sinto tristeza
e amargura
nas tuas palavras
vividas e escritas!

Procuro o teu alívio
com o carinho
e a ternura das minhas,
que são sentidas também
por alguém
que viveu amargos de boca,
desilusões,
desenganos,
que sonhou uma vida
e quando despertou,
conheceu a palavra
destino!

Até então
caminhava
por caminhar,
mas sem saber
que era o seu destino!

Hoje
mais seguro de si,
não pode apagar
o passado vivido
e começará um novo fim
com tudo o que foi
lição de vida!

E agora
perante ti
estas são
as palavras que te deixo!

José Manuel Brazão



[...]

As palavras que me deste
são colo em noites de inverno.
Abraços quentes em solidão
Afagos e gratidão.
Não há nelas
vazio ou janelas fechadas..
Apenas portas abertas pro infinito
portas que conduzem
a um futuro doce
ao lado do amor
esperado..
E são nessas palavras
que me fio
pra continuar
minha caminhada...

Sandra Freitas





sábado, 15 de janeiro de 2011

A face da tristeza


A face alonga,
A cabeça inclina,
O rosto empalidece,
Surgem rugas na testa,
As sobrancelhas se erguem,
As pálpebras superiores abaixam,
A boca fica com os cantos caídos.
Mas o pior de tudo, é o que os olhos não podem ver...
O CORAÇÃO SANGRA.

Rosangela Colares

Eu sonho... - Poemas de esperança - Poemas e Frases - Luso-Poemas


Eu sonho... - Poemas de esperança - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Grande Amor


Sentir um grande amor é viver
Reconhecer que nem sempre somos fortes
Observar que o simples é o mais belo
Dedicar-se ao que realmente importa.

Sentir um grande amor é padecer
Descabelar-se com a dor da saudade
Chorar ao ouvir ‘aquela canção’
Entontear-se com o cheiro da pele.

Sentir um grande amor é querer
Ter coragem para enfrentar o mundo
Deixar de lado o que sempre foi óbvio
Aguçar os sonhos que sempre existiram.

Sentir um grande amor é sorrir
Alegrar-se com pequenas palavras
Lembrar de coisas pouco engraçadas
Ser feliz por doar e receber o amor.

Patricia Ximenes
em participação especial


Teoria do Amor


Amor é mais do que dizer.
Por amor no teu corpo fui além
e vi florir a rosa em todo o ser
fui anjo e bicho e todos e ninguém.

Como Bernard de Ventadour amei
uma princesa ausente em Tripoli
amada minha onde fui escravo e rei
e vi que o longe estava todo em ti.

Beatriz e Laura e todas e só tu
rainha e puta no teu corpo nu
o mar de Itália a Líbia o belvedere.

E quanto mais te perco mais te encontro
morrendo e renascendo e sempre pronto
para em ti me encontrar e me perder.

Manuel Alegre


Os sons do teu olhar



Registo na voz
o sabor intenso
do teu toque,
o veludo do teu corpo
que desliza pelo meu peito.

Os sons do teu olhar
vibram
pelas ondas que se cruzam…

Os lábios sedentos
embriagam-se do teu néctar
o mel
escorrido a fio
em arrepios vivos.

Gotas doces
que me afagam
no delírio
envolto de nuvens
embaladas num céu estrelado…

O manto
onde acordo e sonho
as paixões do amor eterno
em vigília carnais
nos gemidos unos
desta santa loucura
onde me encontro e te procuro!

Ana Coelho

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O meu silêncio


Invadindo
o silêncio de mim mesma
escuto o som
do infinito de meus sentimentos
e me perco na sutileza de cada afeto
que recebo ou distribuo...
Encontro sorrisos
que se eternizaram
nos olhos da minha alma
e lágrimas que lavaram
os dissabores do caminho...
Busco formas e cores
e encontro pessoas que
criaram raízes em mim
porque foram plantadas
no meu EU mais profundo...
Vejo luzes:
o brilho de um luar de prata,
e de estrelas incontáveis
e um raio de sol que ilumina
cada amanhecer da minha vida.

Rosangela Colares


Lágrimas


Gotinhas húmidas e transparentes
queimam o meu rosto cansado!
Mas não são lume!
São lágrimas fortes e quentes,
são um grito silenciado
num silencioso queixume.

São um livro fechado
tão quase depois de o abrir,
são o poema inacabado
que a meio quis partir.

E nessa lágrima transparente,
nesse silencioso queixume,
morreu o sorriso inocente
numa gotinha quente
que queima sem ser lume!

Fernanda Rocha Mesquita

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ser Mulher

Mulher é ser amiga para toda a hora.

Mulher é ser esposa que deseja ser amante de seu amado.

Mulher é ser namorada que ama e deseja ser retribuída.

Mulher é ser determinada mesmo com os obstáculos.

Mulher é ser aluna que não desiste de estudar e progredir.

Mulher é ser batalhadora sofredora pelas injustiças.

Mulher é ser perseverante que toma decisões rápidas.

Mulher é ser apaixonada pela vida e tudo que lhe rodeia.

Mulher é ser admirada pela luta constante.

Mulher é ser guerreira com ousadia de enfrentar tudo e todos.

Mulher é ser pacífica mesmo tendo grandes sentimentos ocultos.

Mulher é ser comediante transbordando a sua felicidade!

Mulher é ser amada, sendo adorada, sendo respeitada...

Mulher que vira uma menina serelepe diante do seu amor.

Mulher com olhar prestativo a tudo que acontece.

Mulher com sorriso lindo que cativa como num passe de mágica.

Mulher que gargalha sem se preocupar com as opiniões dos outros.

Mulher que abraça e não solta o seu amor por nada.

Mulher que beija, que deseja, que aspira pelo seu companheiro.

Mulher que inspira confiança e franqueza nos seus conceitos.

Mulher amando e querendo ser correspondida.


Mulher, você que é guerreira diária da vida...
Jamais desista de sua essência de viver e sonhar.
Continue lutando, amando e sorrindo para os problemas.
Quando caírem lágrimas em seu semblante será temporário e tudo passara.

Parabéns, mulher guerreira...
Parabéns, mulher amiga, namorada, esposa e amante...
Parabéns, mulher determinada, perseverante, batalhadora...
Parabéns, mulher amada, adorada, admirada...
Parabéns mulher!

Graciele Gessner.

O choro pode durar uma noite...


Pela noite
vem a magia,
o silêncio,
a reflexão!

Vem a a Lua,
com a paixão
e o amor!

Vem a nostalgia,
com a tristeza
e o choro!

Vem o sonho
de ideais, ambições,
lutas:
conquista ou derrota,
mas com a esperança
que o amanhecer
traga a alegria
de um novo dia,
que faça esquecer,
aquele choro…!

José Manuel Brazão

Poema baseado numa frase pública de NANDA Costa:
“O choro pode durar uma noite…
mas a alegria vem ao amanhecer…”


Seu poema me lembra um obra prima de Charles Chaplin.

Citando:
Poema da Noite

Já chorei vendo fotos e ouvindo musica;
Já liguei só para ouvir uma voz;
Me apaixonei por um sorriso;
Já pensei que fosse morrer de saudade;
E tive medo de perder alguem especial...
(e acabei perdendo)
Já pulei e gritei de tanta felicidade;
Já vivi de amor e fiz muitas juras eternas...
"quebrei a cara muitas vezes!"
Já abracei para proteger;
Já dei risadas quando não podia;
Já fiz amigos eternos;
Amei e fui amado;
Mas tambem já fui rejeitado;
Fui amado e não amei...

Não sei se é a beleza de noite
ou se é o silencio do luar...
Contudo só sei que nos faz pensar.
Parabens pelo poema
Arthur Gameiro


terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O tempo não apagará! - Poemas - Poemas e Frases - Luso-Poemas


O tempo não apagará! - Poemas - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Neste recuar de tempo alheio


Neste recuar de tempo alheio, em que se esmagam os dias inteiros e se quebram no auge os sonhos, existe um assédio disfarçado de cortesia. É neste tempo, que te entrego a paixão em impetuosa poesia. Feitiço de uma vontade ressequida, roda voluptuosa, embriagante e perdida, donde parto e não volto, onde fico e não vou. Tontura de um desejo quase parido em que sou ave perdida em paraíso prometido. Quase que acredito na vontade de ser livre em ti. Quase que te sinto no sorriso que me escorre pelo corpo. Será que um dia caminharei ao longo do marulhar das tuas ondas, será que a madrugada trará o teu suor ao meu silêncio?
Neste recuar de tempo alheio, trago a madrugada pendurada no peito onde me perco e me acho neste frio de sabor rasgado, em que os aromas a verde e a terra se alcoolizam no fermentar dos meus sentidos. É aqui que recebo o vazio da alma, é aqui que encaixo o amanhã com sabor a sal. É na escuridão, que o brilho ténue do meu olhar se faz rio no teu corpo, mesmo que não te ache, mesmo que não me sintas…
Neste recuar de tempo alheio esmaga-me o desejo de um futuro em que os corpos esmagam os dias e quebram as horas num olhar que canta o mar e os sentidos se embriagam, por momentos que perfazem uma nova vida.

Vanda Paz

domingo, 9 de janeiro de 2011

Quando te vejo...


Quando te vejo
fico triste
pela mulher que deves ser,
mas que não conhecia...

Todo o tempo
é tempo da descoberta
duma alma irmã!

Por ti
tudo farei
como pelos outros
que me acarinham
e me entendem,
até eu partir.

Vivo
e convivo
numa entrega
que alguns não entenderão,
mas a voz do meu coração
escolhe o melhor para o meu caminho!

Nas mãos da Vida
e dos outros
estarei sempre
por Amor!

José Manuel Brazão

Felicidade


Sempre ouvimos falar que a felicidade não tem preço. Há pessoas que dizem, sem muita reflexão, que faria qualquer coisa para ser feliz. Mas, na verdade há limites.

As pessoas querem ser felizes, mas não estão dispostos a pagar um preço. Eles querem ser livres.

Mas felicidade tem um preço: a renúncia. Ela não recebe o que queremos, sem ter que desistir completamente de uma ou várias coisas. Quando você abre mão e teme em recebê-la, é um ato covarde. E é isso que impede as pessoas de serem felizes, porque é uma palavra que quase ninguém gosta de abandonar.

Tente pensar em abandonar a sua vida com tudo o que construiu, mas que não lhe dá satisfação, vai correr o mundo atrás daquilo que o seu coração mais deseja. Você não quer! Não, porque falta a coragem de entregar a sua vida, o verdadeiro e grande amor exige, o se doar.
Há muitos que estão enganados quando pensam que querem felicidade. Para alguns, é suficiente ter uma segurança. Não, realmente não gostaria, porque eles não se sentem absolutamente satisfeitos. Haverá sempre um vazio. Eu não sei o quê, mas sempre sentem que alguma coisa está faltando. Existe apenas uma felicidade para preencher uma alma e dar plenitude à vida. Esperam manterem-se vivas.

Há aqueles que se agarra a ela e vão atrás de seus sonhos, a qualquer custo. Eles são muitas vezes desapontados, mas não desistem. Eles sabem que o que têm experimentado é suficiente. Eles viveram outros, mas por eles!

Outros preferem manter-se na opinião pública. Falta-lhes a coragem para montar na parte da frente do palco da vida. A felicidade existe, mas é uma utopia, não é para eles. O preço da felicidade é demasiado elevado, demasiado arriscado.

Mas, quem sabe não é o encanto da vida? O fato de que somos todos diferentes e que são de diferentes maneiras? Existem aqueles que querem ser estrelas, os outros são felizes vivendo seus brilhos. E no final, o importante é ser feliz com o que temos sempre o que somos.

Quem não deseja liberar alguma coisa para ser feliz no caminho que escolheu. Plenamente!

Rosangela Colares

Singular


Não dá pra explicar
essa vontade louca
esse arder na boca
Que me faz entristecer

Não dá pra explicar
Essa saudade doida
que minha alma açoita
e me faz enlouquecer

Vontade de te ter
Vontade de não ser
essa pessoa
Inversa.
Inquieta.
Incerta.
Sem plural
Tão só.
Vontade de não ser eu
quando não tenho você..

Sandra Freitas

Espero por ti


É assim que sinto-te
coladinho em meu corpo
Assim que quero-te

a arrepiar meus poros
É sempre assim quando
clamando por ti eu choro
É gotejante que ansiosa espero

pelo glorioso dia de fogo
que molhada de paixão
sentirei-te inteiro em mim...

Neusa
em participação especial

sábado, 8 de janeiro de 2011

Tantas fases e faces


Entre tantas faces é preciso crer;
Entre acreditar e desconfiar;
Entre a fidelidade e a lealdade;
Entre ser e muitas vezes não ser;
Só o amor é capaz de compreender.

Entre a cobiça e a luta;
Entre julgar ou calar;
Entre a mentira ou omissão;
Entre querer e desejar;
Só o amor é capaz de perdoar.

Entre o amor e a dor;
Entre a alegria e a tristeza;
Entre a paixão e o encantamento;
Entre a doença e a riqueza;
Só o amor é capaz de tanto sentimento.

Entre tantas verdades e aparências;
Entre o gesto doce e a brutalidade;
Entre a dedicação e a desatenção;
Só o amor é capaz de criar laço de abnegação.

Entre as múltiplas fases e faces, o amor se faz.
Entre a luz e a escuridão, o bem prevalece.
Entre a inveja e a conquista, o bravo lutar é que vence.

Entre tantas outras fases e faces,
Só o amor é capaz de inspirar;
Só o amor é a essência da vida;
Só o amor faz tudo recomeçar.

Graciele Gessner

Quero estar junto a ti



Eu quero estar junto a ti
Porque tu me da alegria
Afasta de mim a nostalgia
E me faz reviver a cada dia.

Eu quero estar junto a ti
Porque me sinto segura
Me trás paz e ventura
Com um sorriso de ternura.

Eu quero estar junto a ti
Sentir o pulsar do teu coração
Embriagar-me desta emoção
E morrer de paixão.

Contigo sinto-me pisando nas nuvens
Ou me deliciando no mar
Contigo vejo o azul do céu
Com o brilho do luar.

E vejo gaivotas voando como que procurando
Um amor pra sonhar...
Mas contigo tudo se torna colorido
E nada preciso procurar...
Pois em ti encontro a razão do meu amar.

Belarose